THE GOOD DOCTOR: 10 RAZÕES PARA ASSISTIR ESSE SUCESSO DA TV AMERICANA

THE GOOD DOCTOR: 10 RAZÕES PARA ASSISTIR ESSE SUCESSO DA TV AMERICANA

Lançada em 2017 pelo canal ABC, a série médica The Good Doctor se tornou, disparado, um dos maiores sucessos da TV nos Estados Unidos. Para quem ainda não sabe, a trama tem como protagonista Shaun Murphy, um médico brilhante que sonha em se tornar cirurgião, mas que enfrenta inúmeros desafios na carreira – além do preconceito da própria equipe do hospital – por ser autista. Esse papel é vivido brilhantemente por Freddie Highmore, ator que deu vida a Norman Bates, na série Bates Motel.

Lançada no Brasil no dia 27 de agosto, a série promete ser um sucesso de audiência também em nosso país, já que o drama médico costuma ter uma ótima aceitação pelo público.

E, se você ainda está na dúvida se deve ou não assistir à série, abaixo listamos algumas razões incontestáveis que explicam porque esse programa se tornou um fenômeno de audiência e porque você também vai ficar viciado em The Good Doctor.

Confira 10 razões para assistir The Good Doctor:

1. Fenômeno de audiência

Em seu 3º episódio, The Good Doctor cumpriu uma tarefa aparentemente impossível para um drama de uma hora: se tornou o programa mais visto da televisão americana. Essa honra pertencia à sitcom The Big Bang Theory.

No teste de audiência realizado em setembro de 2017, a série médica atraiu mais de 18 milhões de telespectadores por semana, uma conquista titânica se você levar em consideração que quase ninguém vê TV hoje em dia.

2. A atuação impecável de Freddie Highmore

Não é de hoje que o ator se mostra talentosíssimo. Exemplo disso foi seu trabalho na série Bates Motel, que reconta com detalhes a história do longa Psicose, de Alfred Hitchcock.

Mesmo assim, é possível dizer que Highmore se superou em The Good Doctor, interpretando o médico autista Shaun Murphy. O olhar, o jeito de andar, a forma de falar e se comportar, e todo o conjunto da personagem mostra como o ator se dedicou ao estudo do autismo.

Aliás, Highmore tem sido aclamado pela crítica como a melhor parte da série.

3. O retrato do autismo é muito real

De acordo com os críticos, o roteiro equilibrado da série e desempenho de Freddie Highmore fornecem uma visão fascinante da condição que afeta um em cada 68 recém-nascidos nos Estados Unidos todos os anos.

Não existem excessos nem por parte da interpretação, nem por parte da história.

4. O autismo não é o único tema abordado

Apesar de ser um drama voltado à vida, os desafios e as possibilidades do médico autista Shaun Murphy, em The Good Doctor é possível perceber que seus personagens têm seus próprios dramas. Basicamente, a série não gira somente em torno do personagem de Highmore e de sua condição.

5. A série é do mesmo escritor de House

Quem ainda não superou o final a série House (nem o fato de suas 8 temporadas estarem fora da Netflix), The Good Doctor pode ser um verdadeiro alento. O responsável por fazer da série do rabugento Dr. Gregory House um verdadeiro sucesso, o escritor David Shore, também está por trás da drama de “O Bom Doutor” (em português).

6. Richard Schiff está no elenco

Quem conhece o drama da NBC, West Wings: nos bastidores do poder, conhece o desempenho do ator. Schiff interpretou por 8 anos o personagem Toby Ziegler, um escritor talentoso e também o conselheiro mais apaixonado do presidente.

Em The Good Doctor, o ator assume o papel de Aaron Glassman, presidente do Hospital San Jose St. Bonaventure e mentor de Shaun.

7. Prato cheio para os amantes de dramas médicos

Assim com House, Grey’s Anatomy, Mulher e Sob Pressão, ambas séries brasileiras; The Good Doctor é um presente para os amantes dos dramas, pressões e paixões das séries médicas. Viciante desde o primeiro episódio, é impossível não prender a respiração a cada diagnóstico certeiro de Shaun Murphy.

8. Uma série para quem gosta de chorar

Como já mencionamos, a série trata sobre vários assuntos. Mas, com certeza, um dos pontos decisivos para o sucesso de The Good Doctor é que essa série é absolutamente emocionante. Aliás, se você é meio “manteiga derretida”, não dê o play sem ter uma caixa de lenços por perto.

Mas, calma, se você não gosta de melodramas não precisa ficar preocupado. O roteiro de The Good Doctor é baseado em equilíbrio e oferece a dose certa de conteúdo emocional.

9. Até as críticas negativas são positivas

Se você é daqueles que dá ouvidos à crítica, fique sabendo que no caso de O Bom Doutor, até mesmo a crítica negativa sobre as impressões gerais da série é positiva. Os críticos americanos reconhecem, com unanimidade, que existe algo especial na trama de The Good Doctor que desafia a descrição.

10. Está disponível online

Nem todo mundo tem maturidade de assistir um episódio por semana, como e comum acontecer em séries transmitidas pela TV. A vantagem é que The Good Doctor está disponível online, na plataforma Globoplay.

A primeira temporada do drama médico conta com 18 episódios, de 41 a 43 minutos cada.

Ainda não há informações sobre a chegada da segunda temporada da série, já em andamento em outros países, como nos Estados Unidos.

E então, o que você pretende assistir à série? Já conhecia a trama? Não deixe de comentar!

Fonte: Segredos do Mundo

19/09/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET


Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários