OS 20 APLICATIVOS QUE DEVORAM OS RECURSOS DO SEU CELULAR MESMO SEM SEREM USADOS

OS APLICATIVOS QUE DEVORAM OS RECURSOS DO CELULAR MESMO SEM SEREM USADOS

Aqui estão os 20 aplicativos que agem como ‘parasitas’, porque consomem bateria, memória e dados mesmo quando estão desligados. Basta tê-los instalados para que sejam executados automaticamente cada vez que o aparelho é ligado e continuem funcionando em segundo plano. Fazem isso para averiguar se há alguma atualização ou notificações a apresentar.

Depois de analisarem os dados de mais de três milhões de aparelhos Android em todo o mundo, entre julho e setembro de 2016, a Avast Software divulgou a lista dos aplicativos que mais recursos consomem em segundo plano. Eis o ranking dos dez mais vorazes, no qual os quatro primeiros pertencem ao Facebook.


Facebook

Em dezembro de 2016, a média de usuários ativos do Facebook em celulares foi de 1,15 bilhão por dia. Pois bem, para que a rede social por excelência consuma bateria, memória e dados do telefone e do tablet não é sequer necessário que esses usuários a acessem conscientemente, já que seu próprio aplicativo realiza automaticamente comprovações em segundo plano em busca de novidades que depois envia no formato de notificações.


musical.ly

Uma das redes de maior crescimento entre os adolescentes em 2016 foi a musica.ly cujo aplicativo permite a gravação de vídeo com playbacks de 15 segundos. Se for utilizado ativamente, o aplicativo pode esgotar completamente a bateria de um Samsung Galaxy S6 com 100% de carga em somente duas horas, de acordo com a Avast Software. Mas, além disso, seu consumo em segundo plano lhe dá a medalha de prata da classificação, especialmente pelos dados que ocupa no cachê do dispositivo.


Google Maps

No final de 2015 o Google Maps recebeu uma das funções mais pedidas por seus usuários: a possibilidade de ser utilizado sem conexão. Isso fez com que muitos vissem a redução do consumo dos recursos de seus celulares, especialmente no que se refere à tarifa de dados. Mas, mesmo sem ser utilizado, o aplicativo precisa se alimentar a cada determinado período em segundo plano, até chegar à terceira colocação entre os aplicativos que mais devoram recursos do celular simplesmente por ligá-lo.


WhatsCall

Da mesma foram que o o musical.ly, é a primeira vez que o WhatsCall aparece entre o top ten da Avast Software. É um serviço que permite a realização de ligações grátis a telefones fixos e celulares em troca de ações como ver anúncios, convidar outros usuários e baixar outros aplicativos. Mas, além disso, o usuário deve pagar com bateria, memória e dados de seu dispositivo até mesmo quando não o está utilizando.


‘Daily Mail’ Online

O aplicativo do jornal britânico Daily Mail é o quinto que mais devora os recursos dos celulares e tablets sem nos darmos conta, sobretudo pela memória que consome para realizar funções de atualização em segundo plano.


Instagram

Segunda menção no ranking de um aplicativo propriedade da empresa de Mark Zuckerberg. A rede social que nasceu para retocar e compartilhar imagens de celulares foi comprada pelo Facebook em 2012 por 765 milhões de euros (2,6 bilhões de reais).


ynet

As notificações são a principal causa da voracidade do aplicativo de celular desse serviço de notícias que é propriedade do Yedioth Ahronoth, o jornal israelense de maior circulação.


BBM

O BBM, o aplicativo de mensagens instantâneas da Blackberry que a empresa coloca à disposição de usuários de dispositivos Android e iOS, é um dos clássicos do ranking. De acordo com a Avast Software, o principal efeito colateral do aplicativo é seu elevado consumo de bateria.


Facebook Pages Manager

A terceira menção do Facebook na lista é para sua ferramenta para administrar todo o conteúdo de uma página oficial da rede social. Muito útil para proprietários e administradores das páginas, mas ao custo da cessão de recursos do celular, especialmente espaço de armazenamento.


Facebook Messenger

Outro dos serviços do Facebook fecha a lista: seu aplicativo de mensagens instantâneas. Os recursos que o Messenger consome em segundo plano aumentaram desde que entre suas funções foi incluída a possibilidade de interação com bots.


Snapchat

O aplicativo, que foi capaz de ganhar espaço entre os mais jovens com base em mensagens efêmeras e máscaras para fotos e vídeos, é o que tem maior impacto negativo sobre os dispositivos quando se analisam conjuntamente os três indicadores medidos pela Avast Software: uso de bateria, espaço de armazenamento ocupado e consumo da tarifa de dados.


Spotify Music

Embora não utilize excessivamente a bateria durante seu uso, o Spotify leva a medalha de prata nesta classificação por causa do espaço ocupado pelas músicas baixadas. Além disso, lembre-se que este aplicativo pode devorar rapidamente a tarifa de dados quando não se utiliza uma rede Wi-Fi ao ouvir música em streaming.


Wattpad

Este ponto de encontro entre escritores e leitores, que permite que qualquer um publique suas próprias histórias, aparece neste ranking porque tem um sistema de notificações e sinais semelhante ao do Facebook, de modo que consome muitos recursos sempre que os usuários são avisados de novidades e acessam o Wattpad para se atualizar e interagir com outros como fariam em qualquer rede social.


Line

De origem japonesa, este aplicativo de mensagens instantâneas, chamadas de voz e vídeo e que compete com o WhatsApp e Telegram tem um claro ponto fraco em relação aos seus rivais, já que precisa de mais recursos quando executado em celulares e tablets.


Amazon Shopping

Embora muitos continuem preferindo fazer compras on-line em seus desktops e laptops, a Amazon também tem aplicativos para facilitar o processamento de pedidos em dispositivos móveis. Um dos mais recentes é o aplicativo de sua unidade de entrega rápida, Prime Now, mas o que entra na lista é o do serviço clássico, Amazon Shopping.


Tinder

Com cerca de 50 milhões de usuários em todo o mundo, o rei dos aplicativos para paquerar e conhecer pessoas é o sexto na classificação. A Avast Software destaca que é a primeira vez que o Tinder aparece entre os dez aplicativos mais “fominhas” em seu relatório, por isso sua entrada pode ser devido a alguma configuração das atualizações mais recentes.


SmartNews

A quantidade de tráfego de dados necessária para oferecer o serviço ao usuário é a razão para a inclusão do SmartNews neste ranking, um “agregador” de notícias que oferece conteúdo da NBC News, USA Today, Time, TechCrunch, The Huffington Post, Quartz, The Verge, VICE, Vox.com, Reuters, Fast Company, entre outros.


Clean Master

É um dos aplicativos mais recomendados para liberar espaço em celulares Android em busca de arquivos spam, bem como para protegê-los contra certas vulnerabilidades. No entanto, o preço a ser pago pela tarefa é o elevado consumo de dados que o Clean Master precisa para realizar seu trabalho.


Planilhas do Google

Assim como o Tinder, este aplicativo do Google aparece pela primeira vez entre os top ten da Avast Software, que se surpreendeu como, durante os testes, o celular demorava para mostrar uma simples planilha e como esquentava para editar os arquivos armazenados no aplicativo.


The Guardian

Podcasts, vídeos, alertas de notícias, configuração de seções favoritas e outras características fazem com que o aplicativo móvel do jornal britânico The Guardian ofereça um serviço muito completo ao usuário, mas à custa de sacrificar recursos do dispositivo.

Fonte: El País Brasil

10/09/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET


Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários