LIMPA NA REDE GLOBO: ALÉM DE ARTISTAS RENOMADOS, OUTROS 160 FUNCIONÁRIOS SÃO DEMITIDOS SEM DÓ

A Rede Globo de Televisão, quem diria, passando por uma de suas piores crises financeiras de sua existência, a falta de ‘tato, sensibilidade artística, humildade e humanidade’ dos herdeiros do mestre Roberto Marinho, levaram Titanic global a colidir com o iceberg realista do mercado, que vê com a alma triste a programação cada vez menos interessante, apelativa e cheia de mal exemplo para lares de todo país, o que resultou em uma mega operação de mudanças talvez a mais equivocada de todos os tempos na chamada “poderosa,” ai invés de reconhecer o caminho para o derradeiro precipício e mudar de rota.

O jornal O Globo realizou mais de uma centena de demissões. Conforme informações extraoficiais repassadas à nossa reportagem, ao todo, o veículo de comunicação dispensou cerca de 160 profissionais, atingindo vários departamentos da empresa, como administrativo e comercial. Na redação, os cortes alcançaram aproximadamente 30 pessoas, entre repórteres e diagramadores.

Na lista de jornalistas que se despediram do dia a dia do impresso mantido pela Infoglobo estão profissionais premiados e com longo tempo de casa, caso da editora-assistente de ‘Rio’, Angelina Nunes, que estava na empresa de comunicação desde 1991. Ela usou o perfil que mantém no Facebook para confirmar a sua saída. “A partir de hoje não estou mais no Globo. Vou concluir o mestrado e me preparar para quando o Carnaval chegar”, publicou. Durante os 23 anos de trabalhos dedicados ao Globo, somou conquistas como Prêmio Esso, Prêmio Embratel e Prêmio Vladimir Herzog.

Integrante da galeria ‘Mestres do Jornalismo’ do Prêmio Comunique-se desde 2013, o colunista de cultura Artur Xexéo também foi dispensado pela direção do jornal. No Globo desde 2000, o articulista parece ter pressentido que iria deixar de colaborar com a publicação. No blog que leva o nome do jornalista, o último texto (publicado no domingo, 17) recebeu o título de “Despedidas”. No artigo, ressalta-se que a despedida era de 2014, mas o autor chega a citar a sua situação profissional em determinado trecho. “Se o assunto não for minha aposentadoria, o leitor sempre pode imaginar que fui demitido. Que demoraram 22 anos, mas, enfim, descobriram que sou uma farsa”, escreveu Xexéo.

Demissões e fim de segmentos.

Além da decisão de diminuir o quadro de funcionários, O Globo deve reestruturar a organização do conteúdo. Com as demissões desta quarta, o jornal, ao que tudo indica, encerrará as atividades de cadernos e suplementos. Entre os segmentos que estão na lista para serem descontinuados estão ‘Carro Etc’ (dedicado à cobertura automotiva), ‘Morar Bem’ (imóveis) e ‘Boa Chance’ (oportunidades de empregos e capacitação profissional).

A reportagem do Portal Comunique-se entrou em contato com a redação de O Globo, que não comentou o assunto. No departamento de Recursos Humanos, uma das funcionárias afirmou não ter nenhuma informação a respeito das demissões promovidas pelo jornal.

Veja algumas das demissões da Globo em 2018 e relembre quais atores renomados não tiveram seus contratos renovados e deixaram a emissora após anos de trabalho em novelas de sucesso:

Malu Mader

Após 35 anos na Globo, o contrato da atriz venceu em março e não foi renovado. Aos 51 anos, esta foi a primeira demissão da artista, que esteve na emissora desde os 16 anos de idade com estreia na novela “Eu prometo”, em 1983. Malu interpretou na década de 1980 personagens queridos pelo público nas novelas O Outro (1987), Fera Radical (1988) e Top Model (1989). Já nos anos 1990, a parceria com Gilberto Braga trouxe novidades na carreira da atriz. De 2000 para cá, a atriz viveu papéis de mulheres muito ricas e cheias de glamour, mas em Sangue Bom (2013) e Haja Coração (2016) interpretou personagens diferentes do habitual. Recentemente estreou em Malhação: vidas brasileiras e fez uma breve aparição em Tempo de Amar (2017) ao refazer uma personagem que viveu em Força do Desejo (1999).

A última participação de Malu na rede Globo foi em Malhação: Vidas brasileiras, a atriz interpretou Melissa, mãe de um adolescente – Foto: Reprodução/ Gshow

Isabela Garcia

A atriz iniciou sua carreira na Rede Globo aos 4 anos de idade, em 1971, e permaneceu por mais de 40 anos na emissora. Aos 50 anos, Isabela nunca trabalhou em outro canal de TV e teve papéis marcantes nas novelas “Água Viva” (1980) como Maria Helena e em “Bebê a Bordo” (1988) como Ana Bezerra. Antes de deixar o elenco fixo da Globo, a atriz atuou em “Êta Mundo Bom” (2016). Entretanto, depois de ser demitida no começo de 2018, Isabela voltou para a Globo na novela das 21 horas, “O Sétimo Guardião”, de Aguinaldo Silva.

Isabela Garcia vive um casal com o ator Heitor Martinez e interpreta a personagem Judith, empregada leal de Egídio (Antônio Calloni) na novela “O Sétimo Guardião” – Foto: Reprodução/ Gshow

Giulia Gam

A atriz de 51 anos foi dispensada da Globo após 3 décadas na emissora. Giulia estreou em “Mandala” com a personagem Jocasta em 1987, aos 21 anos, e em 1993 viveu sua primeira protagonista no horário nobre, Linda Inês, na novela “Fera Ferida”, de Aguinaldo Silva. Mas uma das personagens mais marcantes em sua trajetória na emissora foi na trama “Mulheres Apaixonadas” (2003), na qual a atriz deu vida a Heloísa que tinha um amor obsessivo. A última novela da atriz foi em “Boogie Oogie” (2014) no papel da vilã Carlota.

Em sua última passagem na rede Globo, a atriz foi afastada da trama “Boogie Oogie” devido a problemas com a direção, além de deixar de atuar na novela “Novo Mundo” por questões de saúde – Foto: Reprodução/ Gshow

Daniel Rocha

No caso do ator, ele mesmo que decidiu deixar a emissora após 7 anos de trabalho. “Saí da Globo para interpretar bons personagens”, disse Daniel em entrevista ao Notícias da TV. O artista inciou na emissora, com a série “A Vida Alheia” como Manolo e sua primeira novela de destaque foi em “Avenida Brasil” (2012) no papel de Roni. A última aparição de Daniel na Globo foi no seriado “Cidade Proibida” em 2017.

Em sua última passagem na rede Globo, Daniel deu vida ao personagem Marcos Rocha, um galã na trama – Foto: Reprodução/ Gshow

Marcos Pigossi

Um dos grandes galãs de muitas novelas da Globo, deixou a TV para ter um ano sabático e estudar na Inglaterra, após 14 anos na emissora. “Senti que tinha chegado ao meu limite artístico”, disse o ator em entrevista a revista GQ. A última novela do artista foi na trama de sucesso “A Força do Querer”, de Glória Perez, em que deu vida ao personagem Zeca.

A última série do ator foi em “Onde Nascem os Fortes” (2017) e atualmente, Marcos está cotado para um seriado australiano – Foto: Reprodução/ Gshow

Fonte: The News Brazil

14/02/2019

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários