OS 10 TIPOS DE HOMEM QUE É MELHOR VOCÊ FICAR LONGE (BEM LONGE)

OS 10 TIPOS DE HOMEM QUE É MELHOR VOCÊ FICAR LONGE (BEM LONGE)

Alguns tipos de homens são clássicos, pergunte para a sua amiga aí do lado. Com certeza vocês já conheceram um mascarado, aquele cara que é tudo o que você pediu, mas mostra outra cara depois que te conquista. E o que você diz então sobre o filhinho de papai ou o capacho? São figurinhas carimbadas, não é? Escolhemos dez tipinhos masculinos para estereotipar. Claro que não é para levar ao pé da letra, a intenção é que você se divirta encaixando os ex-namorados, rolos e maridos nas descrições.

Confira os 10 mais comuns e, de quebra, saiba como reconhecer, lidar e dar o fora quando encontrá-los.


Homem mascarado

Toda mulher já teve um desses na vida, e quem não teve certamente terá. É aquele cara que aterrissa de supetão na sua vida, justamente na época em que você está frágil, cética e revoltada de tanto se dar mal com os homens. Aí surge ele, mostrando preocupação e vontade de estar ao seu lado. Se a Pamela Anderson der mole, ele não vai nem dar trela, pode ter certeza. Mas o melhor de tudo: ele diz que vai ligar às 20h e liga. O cara é um sonho e você se apaixona. Pronto!!! Hora de começar a se dar mal. O namorado perfeito fica tão seguro que começa a ficar confuso em relação a você e dar uma mancada atrás da outra. Pior é ele apronta e continua com aquela carinha de vítima. E você só perdoando.

Reconheça um mascarado: infelizmente leva tempo, mas como diria a sua avó “quando a esmola é demais, o santo desconfia”.

Como lidar com ele: Nem leve esse tipinho a sério. Continue distribuindo senhas e faça a fila andar. A melhor coisa é continuar a viver sem incluí-lo nos seus planos e não dar segurança total ao canastrão. É bom que ele saiba disso. Você já reparou como ele corre atrás de você quando você está desencanando?

Como dispensar: Não tenha dó, nem piedade, apareça com um muuuito melhor na frente dele.


Homem Lontra

Ele até tem algumas qualidades, mas o pique dele é nota zero. O passatempo preferido do seu “môre” é ficar em casa, assistindo TV. Pior: ele te arrasta para o mundinho dele e ainda exige que você vá comprar a cerveja. Aliás, ele não se levanta do sofá por nada. E quem tem que ter pique para agüentar essa vida é você, que fica da cozinha para a sala, atendendo as vontades do seu “senhor”. De tão lontra, ele vira anti-social. Suas amigas vivem pedindo para você largar “essa tralha”.

Reconheça um homem lontra: ele cultiva uma barriguinha e está sempre com uma cerveja e/ou um cigarro na mão, fora a camisa do time que nunca tira do corpo.

Como lidar com ele: Tente resolver a situação negociando com o homem-lontra: vocês passam o sábado “bundando” no sofá, mas ele tem que começar a interagir mais com os seus amigos. Se não adiantar, apele para a tática do quilombo e se recuse a bancar a serviçal. Daí em diante é um passo para o “the end”.

Como se livrar dele: Inscreva-se na corrida de São Silvestre e convoque-o para os treinos.


Homem capacho

Ele é um sonho e faz tudo por você, aliás, o problema é justamente esse: você acabou virando o “homenzinho” da relação. Você escolhe tudo o que vão fazer sem ter que argumentar e convencê-lo de que a sua sugestão vale a pena: o restaurante, o filme e a viagem do fim de semana. Ele é um amor, mas você sente que não há uma troca legal de experiências. Ah se ele soubesse que as mulheres também gostam de ser frágeis de vez em quando…

Reconheça um capacho: ele é carente e costuma ficar sem fala quando está com você.

Como lidar com ele: seja sincera e, com um chacoalhão, exponha as suas dúvidas existenciais. O capacho é um namorado em potencial, mas tem que levar um croques na cabeça para ficar esperto.

Como se livrar dele: tenha consideração e tente terminar numa boa. Guarde a sua fúria para quem realmente merece.


Homem satélite

Mais um best seller para a sua coleção. O satélite é aquele cara que não se decide, não sabe se quer ou não ficar com você. Mas ele precisa de um planeta, no caso você. Se você some, ele perde a órbita, fica sem rumo e corre desesperadamente atrás do prejuízo todo apaixonado. Se você deixar, o ciclo recomeça.

Reconheça um satélite: ele é indeciso e vive em conflitos por causa disso. Mudanças repentinas de humor são normais: um dia ele te ama, no outro muda de idéia.

Como lidar com ele: corra, suma e, se ele te encontrar, seja durona: cair duas vezes no mesmo erro é burrice!

Como se livrar dele: mude de telefone e endereço.


Homem jogador

Antes fosse um jogador de futebol, mas o jogo dele é outro. Ele está sempre competindo com você para ver quem tem o controle da relação, quem é melhor, quem é mais querido, etc. O nome disso? Baixa auto-estima e insegurança. O jogador precisa mesmo é de uma mulher com a auto-estima ainda pior para se sentir um pouco melhor.

Reconheça um jogador: o homem é manipulador, cheio de mistérios, frases pela metade e atitudes ambíguas. Se você exige explicações demais, ele se revolta e dá um jeitinho de inverter o jogo até você se achar maluca.

Como lidar com ele: se você entrar no jogo dele e começar a jogar não vai dar certo. Se gosta de desafios, boa sorte, mas não diga que não avisamos, hein?

Como se livrar dele: muito fácil, diga adeus e saia andand


Homem administrador

Ele te agenda, controla seu fluxo de caixa e no fim do mês te dá baixa. Em outras palavras: manipula os seus horários em favor dos dele, mantém um certo controle sobre sua vida pessoal, mas não deixa que você controle a dele. No fim das contas, na hora do “vamos ver”, te deixa na mão, quando você quer sair com ele ou precisa que ele te acompanhe na festa da sua sobrinha. Mas o desgraçado é elegante até nessa hora: a desculpa é tão boa que você não consegue saber se é verdade ou não.

Reconheça um administrador: ele costuma ser egoísta e breve nos telefonemas. Ele liga, vocês combinam de sair e tchau. Quando chega a sua vez é comum escutar um “tenho que fazer um relatório para a empresa” precedido de um “não”.

Como lidar com ele: comece a falar “não” e fazer relatórios para o escritório.

Como se livrar dele: deixe-o esperando na mesa do restaurante.


Homem mulherengo

Esse é o tipinho mais desprezível, que não merece perdão. Ele não se dá nem o trabalho de te esperar virar as costas para olhar as pernas da garçonete e é comum soltar comentários do tipo “que gostosa essa loira” ou “essa sua amiga é mesmo um tesão”. Não precisa nem continuar, não é? A menos que você goste de bancar a trouxa.

Reconheça um mulherengo: ele vai sempre com muita sede ao pote, está sempre olhando para os lados e é capaz de achar a Sigourney Weaver uma “delícia” (sim, essas palavras são constantes no dicionário de caça dele)… Lastimável!

Como lidar com ele: Não lide, desista, a menos que você queira um relacionamento aberto e não ligue para fidelidade.

Como se livrar dele: o mulherengo nunca vai estar sozinho, então, a melhor forma é ir embora antes de pagar muitos micos.


Homem traumatizado

Ele morre de medo de assumir um compromisso com você por causa das histórias com a ex. O pior de tudo é que já faz cinco anos que ele nem tem notícias dela, mas os traumas não passam. Ele generaliza e vive desconfiado, achando que todas as mulheres farão o mesmo. Vive em cima do muro, amargo, cheio de paranóias e crises existenciais. Resumindo: não curte o relacionamento e acaba te magoando por tabela.

Reconheça um traumatizado: ele é melancólico e já no primeiro encontro conta toda a vida, com direito a um capítulo especial só sobre a ex-namorada.

Como lidar com ele: lembra da época em que você era pequena? Pois é, nessa época sua mãe tinha muita paciência com você, explicando tudo com o maior jeitinho. A tática vale para ele também. Tente provar aos poucos que, definitivamente, as mulheres não são iguais. Lembre da sua mãe também na hora de se rebelar. Chacoalhões são muito bem vindos! Boa sorte!

Como se livrar dele: diga que prefere terminar a relação antes de machucá-lo e pique a mula (em outras palavras: dê o fora).


Filhinho de papai

Ele é cheio da grana e muito ligado na aparência. Tem o carro do ano, um apartamento bacana e muitas mulheres no pé. O problema é que age da mesma forma com você, como um bem de consumo. Além de achar que você não tem o direito de resmungar pelo simples motivo da grana pertencer a ele, você precisa estar sempre impecável quando sai com ele, ainda mais quando os amigos estão com vocês.

Reconheça um filhinho de papai: basta olhar a marca das roupas, o carro e algumas atitudes. Ele está sempre abrindo a carteira para mostrar o que tem dentro? Freqüenta os lugares da moda? Gasta mais do que pode? Parabéns! Você acaba de encontrar um.

Como lidar com ele: conviver com tanta futilidade é difícil. Com personalidade e um pouco de sorte, você consegue o respeito do molecão. A dica é deixá-lo constrangido, rebatendo as criancices dele com bons argumentos. Se o relacionamento não terminar, você merece um troféu. Aê, guerreira!

Como se livrar dele: pare de depilar a perna, vire hippie, leve-o a uma “noite do pagode com dobradinha”.


Homem intelectual

À primeira vista ele é encantador. Ele parece sensível, fala sobre a dívida externa brasileira como fala de Carlos Drummond de Andrade. Ele é inteligente e quase sempre bem-sucedido. Só tem um porém: ele não te deixa falar, nunca leva as suas opiniões a sério, está sempre com aquele ar superior. O pior de tudo é quando ele apenas banca o intelectual.

Reconheça um intelectual: é eloqüente, irônico, adora dar opinião em tudo e ser o centro das atenções.

Como lidar com ele: ele precisa te admirar para te respeitar. Se valer mesmo a pena, saia por aí devorando livros e mais livros.

Como se livrar dele: banque a sabichona até irritá-lo com suas opiniões.

01/12/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários