QUANDO A FICÇÃO IMITA A FICÇÃO: SÉRIES QUE SE PARECEM COM OUTRAS SÉRIES

QUANDO A FICÇÃO IMITA A FICÇÃO: SÉRIES QUE SE PARECEM COM OUTRAS SÉRIES

Idéias bem sucedidas normalmente tendem a ser copiadas. Isso é assim desde que o mundo é mundo e não seria diferente no mundo da ficção. Quantas e quantas vezes você assistia a uma série e tinha a ligeira impressão de que já tinha visto aquilo em algum outro lugar? Algumas vezes, a cópia é tão descarada que não deixa dúvida de que se trata de uma cópia mesmo, na cara dura!

Pensando nisso, bolei esse especial que cita algumas séries que em sua estrutura ou núcleos, pegam ‘emprestado’ elementos que já foram sucesso antes em outras séries.

Bem vindo ao adorável mundo onde a ficção imita a ficção.


SEX AND THE CITY  x  LIPSTICK JUNGLE

satcxlipstick

Exibida originalmente entre 1998 e 2004 na HBO americana, Sex and the City foi um fenômeno que ainda hoje é reprisada e considerada um clássico. A história, baseada num livro de Candance Bushnell, era simples e cativou o público feminino (e masculino): Carrie era uma jornalista que contava em forma de crônicas, em cada episódio, a sua vida e a de suas três melhores amigas – Miranda, uma advogada centrada em sua carreira; Charlotte, uma comerciante de arte e a mais pudica das amigas; e Samantha Jones, uma relações públicas de vida liberal. A série ditou moda e tendências e depois do seu fim já teve um filme de Hollywood, cuja continuação chega às telas em 2010.

Claro que uma série de sucesso como Sex and the City geraria derivados. E em 2008 estreava na NBC americana Lipstick Jungle. Impossível não comparar a série com Sex and the City, uma vez que além de ser baseada na obra Candance Bushnell, a premissa era muito semelhante: três amigas novaiorquinas enfrentam os altos e baixos de suas bem sucedidas vidas. No elenco, Brooke Shields, Kim Rayver e Lindsey Price vivem as três melhores amigas. Entretanto, Lipstick Jungle não teve o mesmo desempenho de SatC e foi cancelada em sua segunda temporada.


FRIENDS  x  HOW I MET YOUR MOTHER

friendshowimet

Há 15 anos, Friends estreava na TV norte americana. Durante 10 temporadas acompanhamos a vida de Mônica, Chandler, Rachel, Ross, Phoebe e Joey, o grupo de amigos mais querido de Nova York. Seus encontros e desencontros nos fizeram companhia e marcaram uma geração garantindo muita garagalhada para os expectadores. Friends é, sem dúvida, uma das séries mais bem sucedidas da história e tem lugar cativo no coração dos fãs.

Entretanto, em 2005, um outro grupo de amigos de Nova York apareceria na televisão norte americana. Em comum com Friends, os encontros e desencontros desses amigos. How I Met Your Mother foi, aos poucos, conquistando a audiência e hoje é queridinha de crítica e público, já em sua quarta temporada. A série gira em torno de Ted, que em 2030, conta aos seus filhos suas histórias e peripécias que o levaram a conhecer a mãe deles, 25 anos antes. Ted tem quatro melhores amigos: Marshall e Lily, noivos e que namoram desde o primeiro ano da faculdade; Robin, uma jornlalista; e Barney, um atrapalhado mulherengo. Apesar das sutis semelhanças com Friends, How I Met Your Mother consegue se reinventar e conquistar o seu lugar ao sol. Sinal de que, às vezes, boas idéias merecem ser reaproveitadas, desde que sejam desenvolvidas de forma um pouco diferente.


ER  x  GREY’S ANATOMY

ergreys

A comparação entre essas duas já é clássica. Existe até uma famosa piadinha: ER está para Grey’s Anatomy, assim como Grey’s Anatomy está para ER!”.

As comparações já começam por serem ambas séries médicas e que passam suas tramas dentro das paredes de um hospital. Mas como ER estreou antes, no longínquo ano de 1994, podemos dizer que ela é quem foi copiada por Grey’s Anatomy, que estrearia somente em 2005, 11 anos depois de ER, certo? Errado!

Durante os quatro anos em que as duas séries foram simultaneamente exibidas, uma passou a copiar a outra e, vejam bem, isso nem foi criticado pelos fãs, afinal, ambas tem qualidades inquestionáveis e a audiência correspondia à altura e prestigiava os dois dramas médicos. Shonda Rimes, criadora de Grey’s Antomy, inclusive já declarou algumas vezes que sempre foi fã de ER e que adora homenagear a série dentro da história de Grey’s. Sabendo como copiar e fazendo bem, por que não?


POPULAR  x  GLEE

popular

Cópia ou reinvenção de uma idéia? Pouco importa nesse caso! Estamos falando de Ryan Murphy, o produtor que consegue imprimir qualidade em tudo aquilo que toca.

Em Popular, que estreou nos EUA em 1999 e teve duas temporadas, Ryan se voltou ao mercado das séries teens e fez isso de forma diferente, criando uma série irônica, cheia de clichês, mas que buscava justamente brincar com esses clichês! O resultado foi uma série deliciosa de ser assistida, debochada e incrivelmente cínica. Entretanto, a audiência americana não entendeu bem o propósito da série que, em sua segunda temporada, começou a perder audiência e foi cancelada sem um desfecho digno para a trama.

Mas os fãs de Popular, atualmente, estão podendo matar a saudade do humor negro de Ryan Murphy com a nova série sensação Glee, que abusa de clichês, sendo uma série musicalque nada mais é que uma sátira às séries teens e aos musicais adolescentes do momento. Claro, que tudo isso recheado de clichês e esteriótipos extremamente marcados, marca do produtor.

Cópia ou reinvenção de uma idéia? Tanto faz! O que importa é que temos uma série do calibre de Glee no ar atualmente para nos alegrar!


SAI DE BAIXO x TOMA LÁ DÁ CÁ

saidebaixotomaladaca

Uma série de Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa, passada num condomínio, focando a vida de uma família, tendo entre os atores, Miguel Falabella e Marisa Orth. Sai de Baixoou Toma Lá Dá Cá? Fica realmente complicado identificar sobre qual a série estou falando utilizando essas informações, já que ambas as séries partem dessa premissa. A diferença é que em Sai de Baixo acompanhávamos as peripécias de uma família e em Toma Lá Dá Cá, vemos duas famílias que podem ser consideradas uma.

Falta de imaginação de Miguel Falabella? Não necessariamente, já que ambas as séries são divertidíssimas e garantem bons momentos descompromissados em frente à televisão.
E se tanta gente copia outras pessoas, por que o Miguel Falabella não poderia se auto-copiar, não é mesmo?

Fonte: Na.TV

25/07/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET


Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários