A MINHA ODISSÉIA EM BUSCA DA MODELO MISTERIOSA

A MINHA ODISSÉIA EM BUSCA DA MODELO MISTERIOSA

Publicidade

Há alguns meses vinha chamando minha atenção a quantidade de propagandas veiculadas em outdoors, panfletos e principalmente no meio digital – banners, flyers, pop-ups – de uma linda jovem com feições asiáticas.

Com certa frequência andava nas ruas e lá estava ela no outdoor ilustrando o curso de enfermagem de uma faculdade. Em outra ocasião, trajando roupa esportiva na newsletter de uma grande empresa do ramo. De terninho e um belo sorriso emprestando dinheiro no panfleto de uma financeira, no folder de uma construtora anunciando um novo residencial, no banner de uma outra faculdade – desta vez como caloura…

Comecei a me sentir intrigado e a perguntar: Nossa! Quem será esta modelo?

Era estranho: sempre a via em tudo quanto era canto – por assim dizer – mas nunca na TV!

Será brasileira? Uau! Deve estar ganhando uma nota alta com tanta divulgação! – pensava.

Na minha cabeça, perguntava quanto seria o cachê da jovem, pois queria compará-lo com o de nome famosos – os globais, por exemplo – que ilustram campanhas televisivas com valores quase milionários, como Giovanna Antonelli, Marina Ruy Barbosa, Juliana Paes, etc.

Publicidade

De repente, comecei a ficar intrigado com sua superexposição, afinal de contas, tudo o que é demais acaba por saturar. Lembro da época em que o jogador Neymar estrelava campanhas de roupas íntimas, companhia telefônica, montadora de veículos, produtos de higiene pessoal: para onde olhássemos, só víamos Neymar

Há uma choperia bastante famosa em Maceió e eu sabia que havia visto semanas atrás a foto daquela moça em um dos flyers. Na espera de encontrá-la no Facebook da empresa, cheguei até lá e nem precisei procurar muito: ainda estava na página principal.

Busquei informação na imagem, no link e código fonte, mas não restava vestígios. Para completar, tentei achar as propagandas que havia visto – sem sucesso. Sabe aquela história de que só encontramos algo quando não estamos à procura?! Então …

Publicidade

Conforme o tempo ia passando, acabava por “estacionar” a “obsessão” pela modelo, mas passavam poucos dias e lá estava ela novamente. Foi o que aconteceu hoje, enquanto eu fazia uma busca por escolas de idiomas (pois pretendo voltar a estudar línguas: só não sei se Italiano ou Francês).

Adivinha? Acertou! Olha ela lá!

Neste ponto eu não podia negar: tinha que saber (ou ao menos tentar) quem era aquela pessoa tão famosa e tão desconhecida ao mesmo tempo: foi aí que a veia jornalística e publicitária começou a funcionar!

Numa tentativa desesperada – até para saber se alguém já havia abordado o tema – decidi fazer a seguinte pesquisa no Google: “modelo asiática que aparece em todas as propagandas”. O resultado foi, à primeira vista, um fracasso.

Olhei para a tela e não identifiquei nem rastros daquela moça com traços orientais. Desci o scroll e a cada movimento surgia uma esperança, até que – quando estava pronta a desistir – eis que aparece a foto da dita cuja!

Ao clicar, a seguinte legenda: “Empresária em terno apontador sorrindo. Isolado no fundo branco. Modelo feminino Asiático de cor. ”

BINGO!

Fui no álbum da Bigstock e vi que se tratava de um álbum com 27 páginas, do Contribuidor Maridav. Nas fotos, basicamente a jovem, e em algumas um rapaz.

Outra vez busquei informação na imagem, mas não havia como descobrir mais nada. Parecia que toda aquela investigação terminaria ali. Esbocei um sinal de resignação.

Aí, me lembrei da foto no site da escola de idiomas e pensei em analisá-la para saber se existia ali algo que pudesse ser útil (deveria ter sido a primeira atitude a ser tomada, na verdade).

Publicidade

Descobri a mina de ouro: a partir dali meu ânimo voltou e pude checar o álbum e reconhecer algumas das fotos utilizadas nas propagandas de outrora.

Foi como encontrar um amigo de longa data que estava em uma viagem ou um parente querido … foi um resgate!!!

Continuando a odisseia, através do link shutterstock_146756684.jpg, cheguei até a Coréia. Fiquei pouco tempo no site e fui para a opção em português. Pensei que a moça apresentava forte indício de ser coreana (ou pelo menos o detentor dos direitos das fotos).

Para me certificar de que não havia perdido nenhuma parte do processo, refiz a pesquisa no Google e desta vez pude observar que na primeira fileira a bela já dava o ar da graça – e eu deveria ter sido mais cautelosa e notar este fato.


Fui transportado para a Dreamstime.pt e agora o álbum pertencia a Martinmark. Olhei as fotos, reconheci algumas mas até então nada do nome da modelo.

Através da foto da escola de idiomas (que contém o termo “hipster” nas tags), cheguei a outro fotógrafo, Ariwasabi e lá fui eu Googlar mais uma vez! O resultado foi impressionante!

Nem em milhões de anos eu imaginaria que a bela modelo enigmática já era um mistério para muitas outras mentes inquietas. Tem até stencil e – pasmem – comunidade no facebook, com o título “Who is Overly-Smiley Girl?” – que traz ainda um Tumblr.

Chequei o Face, o Tumblr e vi a arte em stencil – ainda pelo Google.

Tentei abrir o link da arte – que não funcionou: apareceu um endereço com extensão .ser.

Minha conclusão? Depois de toda a pesquisa e tendo chegado a este print

Por enquanto continuarei fazendo parte das várias pessoas ao redor do mundo que se perguntam: quem será ”Ariwasabi”: a Modelo Misteriosa?

Será que o Detetive Virtual do Fantástico não se interessa por este mistério?

28/12/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários