8 ITENS DE SUPERMERCADO QUE VOCÊ PRECISA VER O PREÇO ANTES DE SAIR COMPRANDO

8 ITENS DE SUPERMERCADO QUE VOCÊ PRECISA VER O PREÇO ANTES DE SAIR COMPRANDO

Basta dar uma passadinha no supermercado para ficarmos consideravelmente pobres. Nosso suado dinheirinho parece que simplesmente não está dando conta.

Para dar uma contornada nessa situação e conseguir fazer uma boa economia, o esquema é ficar de olho nos preços.

O site Finanças Femininas publicou um ranking (dados do IPCA, IBGEcom os 8 itens de supermercado que ficaram bem mais caros nos últimos 12 meses e que devemos ficar de olho.


8. Produtos de Higiene Pessoal

Talvez isso explique o motivo da galera do metrô já exalar um cheirinho ruim mesmo às 6 da manhã. De acordo com a publicação, o desodorante aumentou 16,2% e os produtos para acabar com o bafinho nosso de cada dia ficaram 17,21% mais caros. O sabonete também não escapou e aumentou 14,08%.

Pode ser que você consiga fazer uma boa economia comprando produtos que não estragam em grandes quantidades. Em mercados de atacado, os preços costumam valer a pena, aconselha a publicação.

Opera Mundi, http://operamundi.uol.com.br/conteudo/reportagens/37896/papel+higienico+volta+a+mercados+em+caracas+mas+ha+escassez+de+shampoos+e+desodorantes.shtml

7. Produtos de Limpeza

Quando sua mãe for te visitar e comentar da sujeira na sua casinha, diga que tudo faz parte de um plano econômico.

O desinfetante aumentou 17,79% e o amaciante 16,2%. A dica dada pelo Finanças Femininas é fazer tipo o Julius (de “Todo Mundo Odeia o Chris”)apostar em produtos genéricos, da marca do próprio supermercado, por exemplo.

Sul in Foco, http://www.sulinfoco.com.br/brasil-ja-e-o-quarto-maior-mercado-de-limpeza

6. Café

Não basta acordar cedo, tem que ter a  certeza que cada dia está pagando mais caro por um simples cafezinho. De acordo com o Finanças Femininas, o café moído subiu 21,73% e o solúvel 20,52%. Enquanto isso, para os amantes de chá até uma economia de 4,83% rolou no último ano.

El Financieiro, http://www.elfinancierocr.com/noticias/buena-marca-juega-exito-pymes_0_329367074.html

5. Chocolate

Seria esse um bom motivo para iniciar a dieta? A barra de chocolate, assim como bombons ficaram 23,42% mais caros. Bom, pelo menos não ficaram mais calóricos, né? Esperamos…

O Estado online, http://www.oestadoonline.com.br/2016/02/105339/

4. Hortifruti

Bela Gil começou a plantar seus próprios alimentos graças a esses dados. Tangerina ficou 53,19% mais cara; mamão 47,37%; limãozinho 45,84%; maçã 28,34%; laranja-pêra 22,98%; banana-prata 22,94%. E ainda o alho ficou 43,49% mais caro, assim como a mandioquinha, que subiu 24,81%.

Em compensação, os dados revelam que alguns produtos também ficaram mais baratos. A cebola ficou 48,45% mais barata; o abacate caiu 25,91%; o maracujá teve 13,89% de “desconto” e a cenourinha ficou 11, 15% mais barata.

Segundo a publicação, uma boa maneira para não gastar muito nessa parte do mercado, é sempre optar por frutas, legumes e verduras da estação. Costumam sair bem mais em conta.

Softclass, http://www.softclass.com.br/informacoes/sistema-para-hortifruti.php

3. Leite e Derivados

Nosso leitinho, a manteiguinha e até nosso amado leite condensado, ocuparam o terceiro lugar do ranking.

Só nos últimos 12 meses, de acordo com a publicação, o leite longa vida subiu 38,71%; o em pó 27,19%. A manteiga teve 69,49% de alta no preço e nossos queridinhos matadores de larica – o creme de leite e o leite condensado – ficaram respectivamente 35% e 53% mais caros.

Uma boa dica dada pelo Finanças Femininas é fazer uma listinha de compras antes de ir ao supermercado. Isso evita que você tenha um ataque de larica e compre várias coisas sem precisar.

Wikipédia, https://pt.wikipedia.org/wiki/Margarina

2. Açúcar

O açúcar pode ser docinho, mas pagar por ele é meio amargo. O refinado teve uma alta de preço nos últimos 12 meses de 55,42% e o cristal 54,21%, informa a publicação.

O lance, para conseguir economizar, é pesquisar bem antes de comprar e se jogar em promoções. Este aplicativo aqui, por exemplo, mostra ao usuário todos os panfletos promocionais dos mercados da região.

Liberal, http://liberal.com.br/cidades/regiao/em-12-meses-preco-do-acucar-sobe-60-408793/Liberal

1. Feijão

Parece injusto que o alimento preferido do brasileiro tenha conquistado o topo dessa lista, mas a realidade dói no bolso. Segundo os dados divulgados pela publicação, o feijão carioca subiu 149,68%; o mulatinho 134,66%; o pretinho da feijuca 87% e feijão fradinho 72,73%.

Em tempo, http://www.emtempo.com.br/tags/feijao/

Fonte: Almanaque SOS

05/08/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET


Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários