20 DICAS MATADORAS QUE TE FARÃO UM NINJA AO ESCOLHER FRUTAS, LEGUMES E VERDURAS NO SUPERMERCADO

20 DICAS MATADORAS QUE TE FARÃO UM NINJA AO ESCOLHER FRUTAS, LEGUMES E VERDURAS NO SUPERMERCADO

Comprar vegetais de qualidade é um desafio até para donas de casa com anos de experiência. Imagina pra você que confunde a cozinha com o banheiro por causa dos azulejos?

Para te ajudar a não comprar gato por lebre no supermercado, hortifruti ou feira, siga as dicas dos nutricionistas Cintia Satie Oda e Rodrigo Polesso


Tomate

A não ser que você seja um entusiasta de Tomates Verdes Fritos, leve para casa unidades bem madurinhas e sem machucados. Não se esqueça que maduro é diferente de “quase estragado”, então pressione suavemente o tomate para ver se ele está mole ou apenas macio, que é o que você precisa. Dra. Satie recomenda que se evite tomates murchos, com a aparência enrugada ou com a cor muito clara.


Maçã

As mais pesadas têm mais chances de estarem suculentas e também nunca leve uma fruta com machucados ou com partes moles.

O especialista Rodrigo vai além com mais dicas para a escolha da fruta perfeita:

“Se você gosta de maçãs mais doces, dê preferência às vermelhas e não verdes. Por sua vez, a maçã verde é menos doce e mais ácida, sendo benéfica para quem busca perder uns quilinhos” – comenta o especialista.

As maçãs de forma mais arredondada tendem a ser mais saborosas do que as variedades que são mais longas na vertical;

As maçãs do tipo “argentina”, ou seja, de coloração vermelha forte e escura tendem a serem mais “arenosas” do que crocantes. Logo, se você prefere uma maçã mais crocante, dê preferência as variedades de coloração vermelha mais sutil;

Certifique-se de verificar se a maçã não está velha ou madura demais observando se ela apresenta sinais na casca de estar começando a murchar;

Pegue a maçã na mão e sinta se existem pontos moles por baixo da casca, o que pode indicar batidas que irão modificar a cor interna da maçã e também ter um gosto oxidado.


Cebola

As dicas de Rodrigo para escolher as cebolas (sem chorar de arrependimento depois) são:

Pegue a cebola nas suas mãos e só leve as que são firmes, sólidas e pesadas. Isso indica uma cebola que está fresca;

Evite cebolas que estão já macias e que têm cheiro forte antes mesmo de você tirar a casca. Isso é sinal de velhice;

Verifique também se a cebola está seca e sem pontos molhados ou úmidos, o que indicaria que está passando do ponto.


Banana

A primeira dica é dar preferência às bananas em que os primeiros pontinhos marrons começaram a aparecer.

Além disso, segundo o o especialista Rodrigo, um estudo japonês feito pela Universidade de Teikyo mostra que bananas que contêm estes pontinhos pretos ou marrons produzem uma substância chamada TNF (Tumor Necrosis Factor), a qual tem habilidade de combater células anormais.

“Quanto mais pontinhos a banana possuir, maior a quantidade desta substância que melhora a imunidade”, diz Polesso.

De acordo com a Dra. Satie, as mais gordinhas possuem mais sabor e nutrientes. E, ainda recomenda: como a fruta estraga rápido, o melhor é levar cachos menores para evitar o desperdício.


Alho

Quando for escolher o alho, observe com atenção a textura e a aparência do alimento: ele deve estar liso e não pode conter machucados e nem estar murcho.

“Verifique se não há brotos na cabeça, o que indica que ele possa estar velho”, recomenda Dra. Satie.


Maracujá

Se a fruta estiver pesada e mexendo por dentro, quer dizer que está perfeita para entrar no carrinho, pois significa que tem mais polpa, ótima para fazer um suco para aquele seu amigo nervosinho. Para Dra. Satie, a melhor escolha é levar os de tamanho menor.


Berinjela

Opte por berinjelas com casca fina, lisa, escura e brilhante e de tamanho médio. Outra dica é dar uma apertadinha com os dedos na casca, se ficar marca é sinal que está madura e suculenta!

“Como a berinjela é naturalmente leve, quando pegá-la, sinta-a com as mãos: ela deve estar firme”, aconselha Dra. Satie.


Brócolis

Segundo Polesso, o brócolis pode ser encontrado em duas variedades principais no mercado, o japonês ou ninja (que parece uma couve-flor) e o “brócolis comum” ou ramoso.

Independente de qual você for comprar, as dicas abaixo irão te ajudar a escolher o melhor disponível:

Se o brócolis começar a apresentar uma cor amarelada, é sinal que ele não é tão fresco e está passando do ponto de consumo. Dê preferência para ramos ou cabeças de cor verde intensa;

Ao escolher o brócolis do tipo japonês ou ninja, dê preferência a cabeças que são menores e “fechadas”. Quando as flores da cabeça começam a abrir espaços entre elas, indica que já não é mais tão fresco;

Sinta o brócolis na sua mão e certifique-se que ele esteja sólido e não macio. Um brócolis sólido é sinal de ser fresco, enquanto um brócolis mais macio indica que está começando a murchar e passar do ponto.

“Os pacotes de brócolis congelado são, tipicamente, colhidos e congelados o quanto antes possível, por isso, muitas vezes podem ser mais “frescos” do que os não congelados”, revela o especialista.


Abacate

Neste caso, lisinho é melhor! Se a casca estiver áspera ou com partes moles, pode ser que esteja passado. Além disso, é importante notar se não há manchas.

Dra Satie aconselha: “Um bom truque para saber se está maduro é apertar levemente com o polegar perto do cabinho, deve estar um pouco macio, porém não mole demais”.

Ela também recomenda: caso tenha comprado verde demais, enrole em um jornal ou saco de papel e deixe-o em local sem luz, isso irá ajudar no amadurecimento.


Frutas cítricas

Sempre escolha laranja e limões que não estejam opacos e nem com uma textura áspera. Esses são os tipos que menos contêm suco, escolha os de casca lisa e brilhante para você dar uma calibrada de vitamina C.

“As frutas cítricas não amadurecem fora do pé (como a banana ou abacate, por exemplo) então, compre-os maduros”, revela Dra. Satie.


Batata

Para escolher a batata certa para fritá-la e comê-la com um monte de catchup, se atente às dicas dadas pelo Polesso:

Dê preferência a batatas que estão firmes, sem pontos macios ou murchos e que não tenham muitos pontos escuros;

Evite batatas que começaram a germinar. Isso indica que já estão velhas;

Evite as que estão com uma cor esverdeada. Isso acontece por causa do excesso de exposição à luz podendo conter toxinas;

Se você compra batatas em sacos fechados, abra o quanto antes e elimine qualquer uma que esteja apodrecendo. Como o ditado diz: uma batata ruim estraga o saco inteiro.


Melancia

Não precisa violentar a fruta, basta um “toc toc” no nózinho dela (a pontinha) e observar: se sair um som meio abafado, ela está madura, se não, é porque pode estar verde. Também evite se não estiver com a casca firme e sem manchas escuras. Geralmente, as mais saborosas têm as cascas bem grossas.

“Evite as melancias sem sementes, pois são geneticamente modificadas e menos doces que as normais. Além disso, se a melancia já estiver cortada, observe se a cor é um vermelho forte e vivo. Um vermelho muito fraco puxando pro branco ou verde indica uma melancia que não está madura o suficiente e pode não ser tão doce e saborosa. Caso o vermelho estiver escuro demais e opaco, indica que está azedando”, é o que indica o especialista Rodrigo.


Cenoura

As menores são as melhores. Isso porque as grandes podem estar com a parte do meio dura e ruim. Além disso, a textura deve estar lisa, sem machucados e resistentes ao toque. Polesso dá mais dicas.

Se possível, dê preferência a cenouras que ainda possuem os talos, pois terão mais sabores. Nestes casos, certifique-se que a coloração dos talos seja um verde vivo e não amarelado, o que indicaria que já não está mais tão fresca;

Se seu objetivo é cozinhá-las, prefira as de tamanho médio, uma vez que as mais grossas e grandes podem ser mais difíceis de cozinhar;

Evite cenouras com cortes ou rachaduras, pois devem estar sólidas e firmes. Uma cenoura mais mole é um indicativo forte de que ela não está mais fresca.


Abacaxi

Se sair fácil é porque ele está bom. Outra dica é observar as escamas, se estiverem mais lisas e num tom amarelo brilhante, é provável que a fruta esteja bem madura e doce, do jeito que você gosta.

Dra. Satie dá a letra: “Caso a coroa esteja muito fechada, observe a casca, mas sinta o cheiro também, ele costuma indicar um abacaxi bom”.


Alface

Evite levar quando tiver manchas nas folhas. E quanto mais forte a cor verde, melhor. Além disso, as do tipo lisa e crespa devem ter folhas maleáveis.

“As folhas não devem estar murchas ou amareladas pois demonstram que não estão mais tão frescas para o consumo. Além disso, outra tática é olhar a raiz do alface para ver se está realmente fresca”, diz a especialista.


Grãos

Quando for comprar feijão, arroz e outro tipo de grão, observe se eles não contêm buraquinhos, que significa a presença de carunchos e bichinhos. Além disso, veja se a embalagem não possui algum tipo de farelo no fundo, que também indica que bichinhos passaram por ali.

Outra dica da Dra. Satie é: “Preste atenção também na presença de furos nas embalagens e lembrar de conservar em recipiente seco, fechado, longe de umidade e calor”.


Agrião, Espinafre e Rúcula

Na hora de comprar as hortaliças como agrião, rúcula e espinafre, por exemplo, leve em conta a firmeza dos talos e o verde das folhas para um alimento fresco e saudável.

“Evite folhas amareladas, esbranquiçadas ou com manchas escuras”, é a dica da Dra. Satie.

14/11/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários