AS 10 MENTIRAS SOBRE AS MULHERES QUE OS HOMENS AINDA ACREDITAM

AS 10 MENTIRAS SOBRE AS MULHERES QUE OS HOMENS AINDA ACREDITAM

Com tanta informação no mundo e ainda é possível ouvir uma série de clichês sobre as mulheres que em alguns contextos ou pessoas podem até ser realidades pontuais, mas que em sua maioria já estão ultrapassados. Vivemos num mundo em transição em relação ao papel da mulher na sociedade e muitas ainda são herdeiras de um machismo impregnado que pautava o que elas podiam e deviam ser. Ainda que cada vez mais discussão positiva surjam ainda existe na “boca pequena” vários murmúrios (e preconceitos sem sentido) sobre o que uma mulher é. Vamos derrubar, um a um, 10 destes infames clichês sobre as mulheres:

Que elas não têm tanto desejo sexual 
É sempre mais fácil pensar que a mulhere é que faz “doce” na hora do sexo do que pensar que é o homem que não sabe criar bons contextos para rolar algo entre quatro paredes. A maioria apoia essa lenda naquelas tentativas infrutíferas de dar uma cutucada sexual na bunda da parceira para convidá-la ao sexo como se isso fosse levá-la à loucura. Se ela acha patético e prefere dormir não é ela que tem falta de desejo.

Que são frágeis e não aguentam verdades 
O fato de uma pessoa reagir com honestidade diante de uma verdade difícil e ficar constrangida, com medo, triste ou raiva não quer dizer que ela não saiba ou possa lidar com aquilo. A reação imediata de fragilidade, que a cultura machista veta o homem de ter, não pesa sobre as mulheres. Mas por conta disso dizer que elas não sabem enfrentar nada e outra desculpa para seguir omitindo tudo e empurrando os problemas com a barriga. Se quer colocar as cartas na mesa coloque e lide com as reações, mas não coloque a culpa nelas.

Que agem como loucas ou emotivas demais 
Emoções todos tem, alguns demonstram e outros ocultam, alguns tem clareza e outros se confundem. Como são pouco habituados a decodificar as próprias emoções os homens as resumem entre boas e ruins sem saber exatamente quais são. As mulheres são estimuladas desde cedo a pelo menos nomearem seus sentimentos, pois os livros e filmes dão esse repertório. Essa facilidade de manifestar o que se pensa e sente é o que assusta os homens que as condenam ao clichê de loucas só porque se expressam. É certo que exagero é exagero, mas quem pode realmente julgar com imparcialidade quando as próprias emoções são obscuras?

Que não falam palavrão 
É verdade que algumas são tímidas e são fisgadas pela ideia conservadora de que sexo mesmo só pode ser conversado em tom de voz baixo. Muitas no entanto, não veem nenhum problema ou pudor em falar abertamente sobre sexo, seus desejos e sonhos seja dentro ou fora da cama.

Que não traem 
As motivações da traição são variadas entre homens e mulheres, mais legítimas em alguns casos ou levianas em outros, como pode ocorrer com tudo na vida. O fato é que não importa que gênero seja, ninguém está imune a se deixar escorregar nessa temática, portanto, os homens não são mais propensos a trair que as mulheres.

Que elas querem casar a qualquer custo 
É bem verdade que o casamento é vendido como única fórmula do sucesso, principalmente para quem herdou a mentalidade de que uma mulher “bem casada” é mais bem sucedida que uma que ficou para a titia. Ainda assim, esse mito está cada vez mais sendo questionado, pois muitas mulheres e homens tem encontrado multiplos modelos de se relacionar de forma mais continuada ou ocasional sem ver nisso um motivo de morte, ainda que o preconceito impere forte.

Que se elas desejam e transam muito, são vadias 
Se elas não querem transar são frígidas e se querem muito são vistas com desconfiança. Esse mito se sustenta num receio obscuro da mente masculina em não ser apenas ele o “dono” do território. Como o poder orgástico da mulher é infinitamente mais duradouro do que a paudurecência masculina, aquela que é vista com muito desejo é encarada como perigosa, leviana ou ninfomaníaca. Como qualquer um, para desgostos dos conservadores, a mulher deseja tanto quanto sua personalidade assim quiser, como há os homens hiper ou hipodesejosos, assim também com as mulheres.

Que ficam bravas com broxada 
O pânico que muitos tem em broxar se deve a uma lenda urbana de que uma mulher diante de uma broxada é capaz de se transformar numa versão maligna de si mesma sendo capaz de colocar abaixo qualquer resto de dignidade que ainda sobre de um homem com seu pinto murcho. Para sorte dos homens, as mulheres sem um pingo de bom senso são minoria, a maior parte delas tem uma generosidade enorme (misturado com medo de suas celulites) e uma compreensão de que é o excesso de pressão que o homem põe em si mesmo é que prejudica a brincadeira. Essas fazem cafuné e aguardam um segundo round com sorriso no rosto.

Que existem as “para casar” e “para transar” 
Essa diferenciação tem um único objetivo, poupar muitos homens (os com menos repertório pessoal e sexual) de serem confrontados com a liberdade feminina. Muitas mulheres ditas para casar já me confessaram ter que conterem seus desejos para não soarem desejosas demais e assim não ameaçar a segurança masculina. Enquanto isso os homens seguem acuados e tacando pedras como forma de defesa em relação à algumas mulheres. Os mais esclarecidos obviamente se relacionam com qualquer mulher que escolheram se relacionar.

Que querem homem com grana 
Mulheres e homens gostam de conforto material, essa é a verdade que muitos só reforçam sobre as mulheres. Parece que a força de trabalho e ganho financeiro está cada vez mais equilibrada (mesmo com a ainda infeliz desigualdade salarial de gênero) e, portanto, grande parte, estuda, trabalha e paga suas contas. O mito da menina prendada do lar que espera o marido rico não faz parte da maioria de mulheres que batalham diariamente pelo seu lugar ao sol.

Importante ressaltar que a cada vez que nos silenciamos ou apenas rimos quando ouvimos essas generalizações baseadas em casos pontuais também é uma forma de perpetuar o preconceito injusto, seja em relação às mulheres ou qualquer pessoa.

Fonte: Casal Sem Vergonha

07/12/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários