10 DICAS PARA VOCÊ VALORIZAR SEU CARRO NA HORA DE VENDÊ-LO

10 DICAS PARA VOCÊ VALORIZAR SEU CARRO NA HORA DE VENDÊ-LO

A hora de vender o carro quase sempre é um sofrimento: além de você precisar se desfazer de um veículo que já era membro da família, quase sempre enfrenta compradores dispostos a tudo para desvalorizar seu carro.

Publicidade

Aqui tem 10 dicas para aumentar o valor do seu possante na hora de vendê-lo. Confira:

Quem deu as dicas foi Ilídio Santos, presidente da Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores), que foi taxativo em sua primeira recomendação: mantenha seu carro bem conservado. Afinal, ninguém quer comprar uma lata-velha, não é?


A primeira recomendação é para os carros envelopados. Nestes casos é melhor retirar toda a película da carroceria, mesmo que ela seja da mesma cor do carro, além de outros adesivos. A explicação de Ilídio é simples: Quanto mais original estiver o carro, mais ele será valorizado no mercado


Você tinha adaptado o carro para seu gosto? Se quiser vendê-lo mais rápido (e por mais dinheiro), tire todas as customizações feitas. Rodas grandes, engates e outros acessórios dificultam o repasse do carro no mercado de usados


Seu carro é seminovo e está prestes a mudar? Neste caso venda-o antes que ele seja reestilizado ou saia de linha. Quanto mais defasado em relação à versão zero-quilômetro, menos um veículo usado vale

Publicidade


O estado do interior do carro diz muito sobre suas condições. Por isso, deixe o estofamento em boas condições, principalmente em carros com bancos de couro — o tecido ressecado pode prejudicar a valorização do automóvel no mercado


Antes de vender, faça reparos de grandes danos no veículo, como amassados e peças quebradas. Mas não precisa tentar apagar riscos pequenos, como explica Ilídio: Muitas lojas possuem parcerias com funilarias e conseguem consertar pequenos danos pagando menos do que o consumidor comum


Se você comprou o carro novo ou ainda no período de garantia, faça todas as revisões obrigatórias nas concessionárias. A presença dos carimbos das revisões no manual de instruções (além da própria presença do livreto e da chave reserva) diferenciam para melhor o automóvel na hora da revenda


Não importa qual seja a idade do seu carro, guarde todos os comprovantes das manutenções feitas. Quanto mais documentada for a vida do automóvel, mais segurança o comprador terá, o que valoriza o veículo no mercado de usados


Se o seu carro for uma versão de entrada “pelada”, ou seja, sem equipamentos, pode valer a pena adicionar acessórios originais ao veículo. Itens como vidros e travas elétricas facilitam a venda de um usado em um mar de modelos que nem sempre contam com tais equipamentos


Se você comprou o carro zero-quilômetro e quer perder pouco dinheiro na hora de trocá-lo, venda seu veículo antes do término da garantia. Atualmente, há modelos com cinco anos de proteção, como o Hyundai HB20

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

18/11/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários