10 RECEITAS PARA TRANSFORMAR SARDINHA EM LATA EM PRATOS MASTERCHEF

Publicidade

A sardinha, especialmente na versão em lata, é vista como um alimento simplório. Mas para quem sabe fazer bom uso dela, é justamente o contrário. Além do mais, é um peixe muito saudável, rico em ômega-3, vitaminas e minerais. Então, para dar o devido valor a esse alimento, veja como fazer deliciosas receitas com sardinhas em lata.

1. Torta de liquidificador

Crédito: Aqui na Cozinha

Para fazer jus à praticidade desse prato, a primeira sugestão de receita é feita no liquidificador. É aquela torta ideal para cortar em quadradinhos, colocar na mesa e ver desaparecer em minutos, de tão gostosa.

2. Receita à portuguesa

receita torta de sardinha portuguesa
Crédito: Mel e Pimenta

Já essa não é para cortar em quadradinhos, e sim para servir em fatias. A torta leva esse nome porque conta com ingredientes típicos dos pratos portugueses, como a própria sardinha, ovos, cebola, azeitonas, salsinha e pimenta.

Publicidade

3. Torta rápida

receita torta de sardinha rapida
Crédito: Panelaterapia

Essa versão serve de 2 a 4 pessoas. Por ser menor, também fica pronta em menos tempo, ideal para quando necessita que o almoço fique pronto rapidinho. Para a massa, vai precisar de leite, ovos, trigo, fermento, azeite, alho em pó e sal. Para cobrir, uma mistura de sardinha em lata, tomate, cebola, azeitona, cheiro verde, sal e pimenta.

4. Bôla de sardinha

receita torta de sardinha bola
Crédito: Pitadinha

Esse é o nome típico da torta, que nem sempre é de sardinha, em alguns estados brasileiros. Essa massa é mais elaborada, levando trigo, açúcar, fermento, óleo, ovos, leite, sal, sardinha, cebola, tomate, coentro e uma gema pincelada por cima para dar brilho.

Publicidade

5. Sardinha fit

receita torta de sardinha fit
Crédito: Fit Food Ideas

Para quem quer cuidar do peso, mas ama uma torta com sardinha, essa receita é perfeita. Usa ingredientes como ovos, óleo, parmesão light, leite desnatado, polvilho doce, farinha de arroz, fermento, filé de sardinha, sal, salsinha e pimenta.

6. Sardinha e requeijão

receita torta de sardinha requeijao
Crédito: Gomes da Costa

Já se você prefere um torta bem tradicional, que leva sardinha ao molho de tomate e bastante requeijão, vai amar essa receita. A massa é bem simples, e o recheio é muito saboroso, com tomate, cebola roxa, milho com ervilha e queijo parmesão.

Publicidade

7. Com creme de leite no recheio

receita torta de sardinha creme
Crédito: Tudo Gostoso

Outra maneira de deixar a sua torta mais incrementada e cremosa é utilizando o creme de leite no recheio. Além desse ingrediente, também vai usar milho, ervilha, cebola, tomate, massa de tomate, pimenta vermelha, cheiro verde e azeitonas.

8. Sem glúten e sem lactose

receita torta de sardinha gluten
Crédito: Tudo Gostoso

Para quem tem restrições alimentares, mas pode comer sardinha, essa receita é bem simples, leve e saborosa. É feita apenas com ovos, água, óleo, fécula de batata, alho, sal, fermento e sardinha ao molho.

Publicidade

9. Torta de frigideira

receita torta de sardinha frigideira
Crédito: Tudo Receitas

Além de variar a receita, alterne também o modo de preparo. Nessa versão a torta leva os ingredientes básicos, como trigo, leite, óleo, ovos, sal, fermento e cebola refogada. É só bater a massa no liquidificador, colocar na frigideira, rechear, cobrir com mais massa e deixar dourar. Um ótimo almoço para quando estiver com pressa.

10. Com vegetais

receita torta de sardinha legumes
Crédito: Guia da Cozinha

Se você é do tipo que ama vegetais refogados, essa também é uma ótima opção para experimentar. Pode usar os legumes que preferir, mas essa sugestão inclui cenoura, brócolis e palmito. O recheio ainda leva cheiro verde, tomate e muçarela.

Publicidade

Sardinha em lata: uma boa escolha para a saúde?

Há quem passe longe da sardinha na versão enlatada por ser barata demais. Isso não deveria ser justificativa, já que nem tudo que é barato é sem qualidade. Mas se não quiser consumir a sardinha em lata, pode fazer uma escolha ainda melhor comprando o peixe fresco.

Veja quais são as diferenças dessas duas versões de sardinha, seus benefícios nutricionais para a saúde e ideias de como consumir.

Benefícios nutricionais da sardinha

Os peixes gordos, que possuem alta quantidade de ômega-3, são os melhores para a saúde, e entre eles está a famosa sardinha. O ômega-3 ajuda a curar inflamações, equilibrar o colesterol, prevenir problemas cardiovasculares e diabetes, neurodegenerativos e reduzir as dores pós-treino.

Com relação à saúde cardiovascular, estudos recentes realizados por pesquisadores espanhóis confirmaram que uma alimentação rica em ômega-3 é benéfica e eficaz. Para este fim, além da sardinha inclui-se o azeite extravirgem, oleaginosas e outros peixes gordos como atum, anchovas e salmão, enlatados ou frescos.

Depois do ômega-3, a sardinha também fornece boa quantidade de cálcio para fortalecer dentes e ossos, 20 gramas de proteínas em cada porção de 85 gramas, vitaminas A, B e D, fósforo e magnésio.

Publicidade

Com que frequência e como comer a sardinha?

Assim como qualquer alimento, por mais saudável que seja, a sardinha deve ser comida sem exagero. Especialmente a versão em lata contém mais gordura (quando em óleo) e mais sódio, podendo ser prejudicial para diabéticos e hipertensos, se comida em grande quantidade.

Portanto, uma porção 3 vezes por semana é uma boa escolha. Mas o ideal é que seja feita uma dieta prescrita por nutricionista para avaliar individualmente sua necessidade de cada nutriente que a sardinha fornece.

Como escolher a sardinha?

Entre escolher a sardinha em lata ou fresca, a segunda é mais adequada, pois o peixe tem menos sódio e gordura, como mencionado acima. Mas neste caso deve-se tomar o cuidado de observar se o peixe está bem-conservado, como:

  • Olhos salientes e brilhantes;
  • Escamas firmes e brilhantes;
  • Cheiro de maresia;
  • Brânquias rosadas ou vermelhas;
  • Pele firme, sem aspecto gosmento.

Se for possível, escolha sardinhas que conhece a procedência e sabe que são criadas de forma orgânica, livre dos metais pesados e rações à base de milho. Mas se não for possível, escolha os peixes com escamas, que ajudam a bloquear os metais na carne.

Se não conseguir a sardinha fresca, pode sim optar pela versão enlatada. As vantagens são a praticidade de consumo, a validade estendida e o processo de alta temperatura a que o peixe é submetido, que preserva boa parte dos nutrientes e amolece seus ossos, permitindo comê-los e absorver mais cálcio. Nesse aspecto a versão conservada em óleo é mais eficaz.

Sua praticidade no preparo é ótima para comer a sardinha em lata em qualquer refeição. Pode fazer molhos, patês, recheios, incluir na salada ou simplesmente cozinhar, assar ou grelhar. Aliás, estas são as melhores opções à fritura, que deve ser evitada.

Fonte: Dicas On Line

CURTA E COMPARTILHE O ACIDEZ MENTAL NO FACEBOOK!
TEM MUITO MAIS COISAS LÁ!

CLICA AQUI VAI

 

Comentários