OS TOP 10 SUPER HERÓIS SEM SUPER PODERES

OS TOP 10 SUPER HERÓIS SEM SUPER PODERES

Existem muitos heróis que amamos pelo fato de seus poderes serem sensacionais. Super-força, super-velocidade, capacidade de voar, telepatia, etc…

Porém existem aqueles que não possuem nenhum poder especial, mas que conquistaram nossa admiração e possuem inúmeros fãs ao redor do mundo. Aqui estão alguns deles.

Ah, os personagens não estão em nenhuma ordem de classificação!

Homem de Ferro

Tony Stark pode não ter nenhum super poder, mas tem um dos melhores aliados que um super-herói pode querer: O Dinheiro!

Além de ter a sua disposição uma fortuna praticamente infinita, com sua genialidade e uma empresa bélica e tecnológica sob seu comando, o Homem de Ferro consegue bater de frente com grandes heróis do Universo Marvel.


Caçadora

Helena Bertinelli era só uma criança quando viu seus pais serem assassinados a comando do mafioso Mandragora.

Com sede de vingança, a jovem treinou e se tornou uma ótima atleta e uma artista marcial experiente.

Dedicada a combater o crime, ela conta só com suas habilidades, uma besta e alguns equipamentos!

Inclusive, já pudemos vê-la, até mesmo, na série Arrow.


Batgirl

Barbara Gordon a primeira Batgirl, foi treinada pelo próprio Cavaleiro das Trevas!

Se tornando assim uma ótima artista marcial e detetive, fora as habilidades como intelecto genial e memória fotográfica que ela possui!

Mesmo depois de ficar paraplégica, por conta de um tiro disparado pelo Coringa, ela ainda continuou ajudando não só o Batman e o Asa Noturna, como também a liga da justiça, agindo como seu centro de informações a Oraculo!


Hit Girl

Com apenas 12 anos, Mindy McCready já dominava perfeitamente diversos estilos de artes marciais além de ser exímia atiradora e habilidosa manipuladora de bastões e facas.

Treinada por seu pai, Big Daddy, Mindy tornou-se uma cruel e eficiente assassina, utilizando de métodos brutais e impiedosos para acabar com seus inimigos em combate.

Depois da morte de seu pai, Mindy passou a ser, provavelmente, a personagem mais poderosa no Universo de Kick-Ass e, graças a atuação de Chloe Grace Moretz, tornou-se a queridinha dos fãs ao redor do mundo!


Rorschach

Como a maioria dos personagens de Watchmen, Rorschach não possui super poderes, movido apenas por sua sede de justiça e suas habilidades técnicas. Rorschach usa qualquer e todo o tipo de armas que estão disponíveis no momento, tais como a pimenta, equipamento oficial da polícia, bem como a utilização de um spray de cabelo em combinação com um fósforo para atear fogo a outros policiais durante um confronto na casa de Moloch. Durante a série ele usa gordura de cozinha, uma sanita, um cigarro, um garfo e sua jaqueta como armas. Ele possui uma arma que atira um arpão numa roldana de corda bem resistente, que ele usa para escalar edifícios (utilizando-o inclusive como uma arma improvisada contra um policial).

Rorschach é bem versado em combates, lutas de rua, ginástica e boxe. No decorrer da série, ele mostra a capacidade de vencer vários assaltantes armados com pouca dificuldade. Rorschach também é relativamente indiferente à dor e ao desconforto físico, mostrado quando ele percorre a Antártida usando apenas cachecol e sobretudo. Devido a seu tempo nos centros de detenção juvenil e em orfanatos, é visto como uma pessoa tão versada em crimes da rua quanto qualquer criminoso. Rorschach também demonstra a capacidade de entrar em uma grande variedade de edifícios fechados e casas, sugerindo a perícia de um mestre dos ladrões. Ele também mostra ser extremamente forte.

Apesar de sua instabilidade mental, Rorschach foi descrito como “taticamente brilhante e imprevisível” por Coruja II, e possui habilidades de detetive surpreendentemente boas. Durante sua infância ele foi descrito como brilhante, e se destacou em linguística e educação religiosa.


Kick Ass

Dave Lizewski é o típico garoto excluído de seu colégio, que mora com o pai viúvo. Ele é louco por gibis e histórias de super-heróis, o que acaba o influenciando na ideia de se transformar em um “herói da vida real”, combatendo o crime em Nova Iorque, mas seu diferencial é que ele não possui nenhum poder.

Apesar de não ter super poderes, possui habilidades de combate, limitado com dois cassetetes que são usados como armas e ter um treinamento limitado, ele tem uma capacidade de aguentar a golpes fortes, devido a terminações nervosas que foram danificadas e substituídas por placas de metal na sua cabeça, causado a sua primeira tentativa falhada de super-herói.


Robin

Personagem das aventuras de ‘Batman’, Robin, o Menino-Prodígio, é o popular parceiro do Homem-Morcego.

Apareceu pela primeira vez na revista ‘Detective Comics’, em 1940. Na trama, o jovem trapezista Dick Grayson vê seus pais acrobatas morrerem durante um número: a corda do rapézio foi sabotada pela máfia, em represália à negação do dono do circo em pagar ‘proteção’. Investigando o caso, Batman descobre que o garoto quer vingar os pais. Aconselhando Dick a não tentar uma abordagem direta contra os criminosos, já que a polícia local está na folha de pagamento deles, o Cruzado Embuçado o treina intensivamente para que ele se torne seu parceiro na luta contra o crime.

Vários atores o interpretaram no cinema e na TV. O mais popular deles foi Burt Ward, na série de TV de 1966, que repetiu o papel no filme do mesmo ano. Foi substituído por Chris O’Donnell nos anos 90, no filme ‘Batman eternamente’ (seguido por ‘Batman e Robin’).


Questão

Vic Sage, ou Charles Victor Szasz foi criado em um orfanato católico sem saber quem foram seus pais. Este pode ter influenciado na insatisfação com sua vida. Ao atingir a maioridade Vic passou a mudar de cidade em cidade em busca de alguma satisfação. Ele a encontrou, por algum tempo, em Crown City, onde ele era um jornalista investigador da WWB-TV. Aqui, ele formou uma amizade com Professor Aristotle ‘Tot’ Rodor que o ajudou a formar o Questão.

Ele lutou contra o crime em Crown City durante 4 anos, tendo como característica a linha-dura, derrotando malfeitores com mais ênfase do que nos seus noticiários. Sua lenda se espalhou como fogo pelas ruas de Crown City, e só menção do nome Questão, o homem-sem-face, o seu incansável combate ao crime e seus misteriosos cartões, eram o bastante para cravar o medo nos corações dos criminosos e corruptos.

Todo herói possui uma motivação para suas ações, seja em busca de justiça, vingança ou, então, o puro instinto pela violência. O questão não existe por nenhuma dessas razões, mas apenas para questionar o que está ao seu redor. A motivação dele é a curiosidade, uma curiosidade tão profunda que se torna uma obsessão.


Gavião Arqueiro

 

Gavião Arqueiro era um modesto mas habilidoso arqueiro de circo, até que viu o Homem de Ferro em ação. Achando que também podia ser um herói, ele fez um uniforme e iniciou uma ronda pela cidade. Mas, para seu azar, em sua primeira missão (capturou ladrões de jóias) foi confundido com membro de quadrilha pelos policiais. Ele foi salvo dos tiras pela Viúva Negra, que o recrutou em sua luta contra o Homem de Ferro. Com o passar do tempo, o Gavião deixou a vida de crimes, limpou seu nome e passou a lutar ao lado dos Vingadores.

O Gavião Arqueiro já foi chamado de diversos nomes no Brasil, entre os quais: Hogar, Gavião, Falcão, e O Arqueiro.

Primeira aparição: Tales of Suspense 57.


Nick Fury

 

Herói de guerra do exército americano durante a Segunda Guerra Mundial e atual super-espião e agente de elite da S.H.I.E.L.D., Nick Fury é um dos personagens mais influentes do Universo Marvel. Surgindo como um fumante de charutos, líder de uma unidade de elite do exército norte-americano (o Comando Selvagem), Fury conseguiu ascender ao posto de Comandante Geral da S.H.I.E.L.D., subordinado diretamente ao presidente dos Estados Unidos da América.

Após a ‘Era de Ouro’ dos Quadrinhos, Fury, que havia se tornado um um agente da CIA, estreou alguns meses depois no gibi americano do ‘Quarteto Fantástico’ número 21 (dezembro de 1963). Então, a partir da revista ‘Strange Tales’ 135 (agosto de 1965), o personagem se transformou em um tipo de espião no estilo James Bond, sendo o agente líder da agência de espionagem ficcional S.H.I.E.L.D.


Arqueiro Verde

 

Esse Robin Hood moderno surgiu originalmente como uma mistura de ‘Batman’ com Barin (o príncipe de ‘Flash Gordon’), em 1941 (no gibi ‘More Fun Comics’ 73).

Na história da sua origem, Oliver Queen era o típico milionário industrial playboy que, certa noite, bêbado, caiu de seu iate e se viu naufragado numa ilha deserta próxima à costa da Califórnia. Conseguindo se alimentar após fazer um conjunto rústico de arco e flechas para caça e pesca, ele finalmente descobriu o que era viver sem os confortos da civilização. A salvação veio quando um grupo de meliantes desembarcou na ilha (a qual usavam como esconderijo). Queen os pegou de surpresa, tomou seu barco e os entregou à Guarda Costeira. Embora tenha se mantido anônimo, a imprensa local publicou a história e o chamou de Robin Hood moderno.

De volta à cidade, Queen decidiu passar as horas vagas combatendo o crime como Arqueiro Verde. Pouco após iniciar sua carreira de combate ao crime, nosso herói adotou um jovem chamado Roy Harper, que se tornou seu auxiliar mascarado, Ricardito (que estava para seu mentor como Robin estava para Batman). Durante algum tempo, o Arqueiro Verde também foi membro da Liga da Justiça e fez um tremendo sucesso como herói mascarado.


Viúva Negra

Natasha Romanoff foi salva de um incêndio por Ivan Petrovich. Matriculada na escola pelo governo soviético, ela se mostrou a melhor aluna. Ela era a melhor em tudo ginástica, dança, artes marciais e isso não passou despercebido ao estado soviético. Anos depois, treinando em uma academia, conheceu Alexi, com quem se casou. Ele era um dos pilotos soviéticos mais consagrados e os russos tinham planos para ele.

Os agentes do governo forjaram um acidente com o avião de Alexi para que ele fosse dado como morto e, em segredo, transformado em agente especial. Para Natasha, contaram que ele havia morrido. Desesperada e sem saber o que fazer ela foi submetida a um treinamento intensivo e recebeu o nome-código de ‘Viúva Negra’.

O primeiro trabalho da Viúva foi roubar segredos industriais. Ela se infiltrou nas indústrias Stark e tentou levar planos de armas. Em uma de suas missões, a espiã conheceu o Gavião Arqueiro. Ela usou o usou para roubar segredos de Stark (o Homem de Ferro). Só que as coisas não saíram como o esperado, pois se apaixonou pelo heróico parceiro. Foi assim que ela desertou pela primeira vez para os Estados Unidos.

Mas, pouco depois, a ‘traidora’ foi capturada e levada de volta à Cortina de Ferro. Lá foi forçada a retornar ao Serviço se não quisesse ver seus pais mortos. A Viúva voltou para os Estados Unidos usando um uniforme especial. Se juntando novamente ao Gavião, voltou a atacar as indústrias Stark.


Elektra

Elektra era filha do embaixador grego Hugo Natchios, um importante homem no cenário político internacional. Dono de uma grande fortuna e de esplêndida cultura, possuía condições de proporcionar a sua família uma vida de muito luxo. Mas Christina Natchios, a esposa, não soube valorizar isso ou respeitar seu marido, mas amava a fortuna e a luxúria que regiam sua vida.

Quando completou 12 anos, a garota arremessou seu Sensei para fora do tatame, com golpes que ele não pode evitar. O velho sem levantar a cabeça admitiu que não havia mais nada que pudesse ensina a jovem, e que ela havia se tornando melhor do que ele. Foi então que ela soube dos Virtuosos, um grupo de sábios ninjas que se tornaram os mais exímios mestres que se poderia imaginar. Elektra foi em busca desses novos mestres e dos limites e desafios que eles poderiam oferecer, escalou a montanha e foi encontrada por Stick quase congelada. Ela foi aceita no grupo como discípula, mas também tinha que se sujeitar a serviços de uma escrava, que ela realizava com prazer em troca dos desafios. Elektra escolheu como sua arma a adaga Sai, era com esse nome que ela pretendia ser a oitava Virtuosa. Ela aprendeu tudo o que havia para ser aprendido: lutar, andar na neve sem deixar pegadas, se comunicar sem palavras, pegar um pássaro em pleno vôo, não sentir frio, não dormir, superar a dor, se ocultar como se fosse invisível. Mas ela buscava por mais.

A ambição de Elektra em pôr em prática no mundo exterior o que aprendeu fez com que ela fosse expulsa dos Virtuosos.

Elektra voltou para casa, e depois, aos 19 anos, foi para os Estados Unidos concluir seus estudos na faculdade. Em N.Y. ela conhece um jovem cego de sua idade, o estudante de direito Mattew Murdock. Matt, claro, se tornaria mais tarde o Demolidor. Uma grande paixão se formou.

Sua fama chamou a atenção do Rei do Crime. Ele tinha perdido seu principal matador, o Mercenário, capaz de usar qualquer objeto como a mais mortífera arma. O Rei do Crime entrou em contato com ela e contratou seus serviços. Seu principal trabalho era matar o Demolidor, mas a jovem descobriu que ele, na verdade, era seu antigo namorado Matt. Depois de muitas lutas, confrontos e desentendimentos, os dois retomaram o romance por um tempo.

O Rei do Crime não podia aceitar o fracasso de sua empregada e sua traição. Quando o Mercenário saiu da prisão, decidiu que mataria a ninja para mostrar ao chefe seu valor. E assim o fez. Esse episódio é considerado um dos melhores da série ‘Demolidor’.


John Constantine

Em 1953, John Constantine veio ao mundo de uma maneira marcante. Seu nascimento foi cheio de problemas ocasionando a morte da mãe e do irmão gêmeo.O pai Thomas Constantine, perdeu qualquer esperança de emprego regular quando teve seu braço decepado durante um acidente de trabalho. Assim, John e sua irmã, Cheryl, foram deixados com parentes enquanto seu pai procurava trabalho. John era sempre rejeitado pelas pessoas. Talvez pela por ser franzino e possuir um aspecto de uma pessoa doente. Foi através deste isolamento que ele veio a descobrir a magia.

No início dos anos 70, John havia estudado uma infinidade de disciplinas mágicas e tinha organizado um grupo de companheiros adeptos. Eles se tornaram, então, parte do cenário punk de Londres no final da década e montaram uma banda chamada Membrana Mucosa. Em 1978, Constantine e seus amigos viajaram até o Casanova Club, em Newcastle, para investigar informes de distúrbios mágicos. No porão do clube, eles acabaram encontrando um verdadeiro matadouro – uma dúzia de pessoas rasgadas de membro a membro ( lançado aqui pela editora abril : Vertigo #5 ).

No andar de cima, descobriram a filha do dono do mórbido estabelecimento, Astra Logue, dançando e ouvindo uma gravação da chacina. Ela tinha incosncientemente, conjurado o cão infernal Norfulthing para protegê-la dos abusos sexuais de seu pai. Confiante de que poderia lidar com a situação, John tentou invocar um demônio para destruir o ser bestial, mas o demônio o enganou, possuiu Astra e carregou-a para o mundo inferior.

Criado por Alan Moore, John Totleben e Steve Bissette. Teve sua primeira aparição na revista ‘Saga of the Swamp Thing #37? em Junho de 1985.


O Justiceiro

Personagem dos quadrinhos da editora Marvel, o Justiceiro apareceu inicialmente como um coadjuvante da revista do ‘Homem-Aranha’ (sua estréia se deu no número 129 da revista americana do famoso herói, em 1974) e de outros heróis da casa. Todavia, sua cada vez mais crescente popularidade (principalmente a partir dos anos 80, quando foi trabalhado por Frank Miller) fez com que ganhasse suas próprias histórias e revistas.

O Justiceiro era uma cópia de outro herói, que aparecia em livros de aventura, o Executor. Sua origem só foi revelada aos leitores anos mais tarde: Castle é de origem italiana (o desenhista Ross Andru calcou sua fisionomia num parente franco-americano seu), nascido em Queens N.Y.. A família Castiglione tradicionalmente gerava homens durões, e eram muito católicos, com alguns padres na família. Frank foi criado nesse ambiente, ele seguia os valores morais de sua família, e teve base para a formação de um caráter honesto, trabalhador, religioso e colocando a família acima de tudo na vida.


Batman

Batman foi co-criado pelo desenhista Bob Kane e o escritor Bill Finger, embora apenas Kane receba oficialmente os créditos, apesar de seus esforços para dividir os méritos na criação do personagem. Fã da cultura vampiresca, especialmente das histórias ligadas ao personagem conhecido como Drácula, Kane imaginou um herói baseado no mesmo, com roupas negras, capa vermelha e ligado ao tema dos morcegos, mas foi Finger que deu ao personagem o formato pelo qual ficaria consagrado.

Através dos anos, a origem de Batman e o tom das histórias sofreram diversas revisões. Uniformes, parceiros e até a própria personalidade do Batman sofreram mudanças drásticas; outros, como a morte de seus pais e sua busca por justiça, ficaram intactos.

Constante em todas as versões do Batman, Batman é o alter-ego de Bruce Wayne, milionário, playboy, empresário e filantropo que optou por combater o crime em Gotham City após o assassinato de seus pais, o médico Thomas Wayne e sua esposa Martha Wayne.

Bruce Wayne criou o Batman para causar medo no submundo de Gotham e para defender os inocentes. O uniforme e a maneira como age quando o usa têm o objetivo de intimidar seus adversários. Enquanto Bruce Wayne é despreocupado e irresponsável, Batman é frio, determinado e implacável. Além do uniforme e da personalidade, Bruce Wayne também altera sua voz significativamente quando torna-se Batman, tanto para disfarçar como para intimidar.

Na verdade, Batman é a personalidade real na mente de Bruce Wayne. Em alguns momentos isso ficou bem claro. Em uma história em quadrinho, Alfred pediu para que ele tirasse a máscara para ficar mais a vontade, Batman retrucou: ‘As vezes eu fico mais a confortável de máscara’. Num episódio de Batman do futuro, ficou claro que ele mesmo quando pensa, a sua subconciência o chama de Batman. Mostrando que Batman que é a verdadeira personalidade e Bruce Wayne apenas uma fantasia.

Batman costuma atuar apenas pela noite (e não durante o dia, como no seriado dos anos 1960), imitando os hábitos dos morcegos. Em histórias mais recentes, surgiu a ideia de Batman como uma lenda urbana.

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

05/12/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários