OS 10 FILMES MAIS SEXUALMENTE POLÊMICOS E/OU PERVERTIDOS DE TODOS OS TEMPOS

OS 10 FILMES MAIS SEXUALMENTE POLÊMICOS E/OU PERVERTIDOS DE TODOS OS TEMPOS

Se existe uma receita para o sucesso underground de filmes esta é a escolha de um tema polêmico e de preferência, sexual.

 

Uma vez que as reações combinando curiosidade e aversão serão contraditórias:

Alguns rogaram pragas macabras aos idealizadores daquela atrocidade, enquanto outros elogiaram a coragem e vanguardismo crítico. É o que está ocorrendo com

A Serbian Film: Terror Sem Limites – que conta a história de um ex-ator pornô convidado a fazer um último trabalho do gênero, sob a promessa de elevar a pornografia ao status de arte. Contudo, a trama mostra-se um verdadeiro show de horrores, guiados por um diretor instável e louco (trailer legendado aqui). A censura dos países parece ter enlouquecido e tem limitado a exibição do mesmo, a exemplo da proibição na Espanha, além de ter sido banido da Noruega, picotado pela censura britânica e vetado pela justiça não passando no festival RioFan, sob o argumento de que o conteúdo da película é demasiado, abordando a pornografia hardcore, a pedofilia e a violência de forma explícita. Se o filme é bom ou não só assistindo para saber, os reviews tem sido bem divididos. Independente disto, o que se viu foi uma jogada de marketing involuntária gerada pela própria polêmica.

Sexo vende, já diz a máxima. Mas, também pode ser considerado como uma das últimas grandes barreiras da arte quando tratado em seus extremos, a exemplo do que escrevi há algum tempo no post elencando as 10 Facetas do Sexo no Cinema. Agora, inspirada pela censura pessoal ou estatal quanto a temática, resolvi selecionar algumas obras cinematográficas que personificam bem a tríade Sexo, Polêmica e Filmes, confira a lista:

Tema: Pedofilia

Há diversos filmes que abordam esta temática, alguns até mais “chocantes” em suas cenas; Contudo, este ganha méritos em polemizar já que parte do ponto de vista do pedófilo. Graças a forma como a película é conduzida, em tom melancólico e angustiante, e a atuação excelente de Kevin Bacon e Hanna Pilkes – remeto a cena do parque – o resultado é  um bom filme perturbador e instigante. 

Tema: Voyeurismo

Longe de cenas “exageradas” e com muitos diálogos, Sexo Mentira e Videotape utiliza do artificio da fala para expor o Voyerismo. Contando a história entrelaçada de uma mulher que é traída por seu marido com sua irmã, tal relação tem a sua dinâmica alterada quando aparece Graham, o qual grava  em vídeo depoimentos de mulheres quanto as suas vidas sexuais.   

Tema: Repressão Sexual

Um dos retratos mais interessantes sobre a repressão sexual, este filme de Roman Polanski deixa em evidência suas veias psicanalíticas. A trama relata a história desta bela mulher que, ao ficar sozinha em seu apartamento durante o período de férias, mergulha em seu lado mais obscuro exprimindo uma sexualidade perturbadora, somada a depressão e alucinações. Acredito que os interessados no âmbito psicológico das personagens gostarão desta obra.

Tema: Fetiche por Boneca

Quando loquei este filme nem a sinopse li, vi a capa, estava com preguiça de pesquisar e peguei. Eu não esperava a sequência de escolhas insanas feitas pelo protagonista, aparentemente comum. Ele compra uma boneca de silicone com tamanho real – Nikki – pela qual se apaixona, passando a namorar ela. Todavia, após demonstrar afeição por uma colega de trabalho, a boneca “reage” de forma ciumenta e obsessiva. É um thriller bizarro e interessante.

Tema: Devoteísmo

Cirurgião fica obcecado por uma prostituta que o rejeitou. Após um acidente ela fica sob seus cuidados. Aos poucos o médico vai deixando o seu lado mais macabro em evidência, tendo a ideia de amputar as pernas dela para que ela não fuja. O filme é bem mais ou menos, mas, citei ele por ser por fazer referência – ainda implicitamente – ao devoteísmo

Tema: Sadismo, Masoquismo e Necrofilia
Marquês de Sade é uma figura bastante conhecida por sua excentricidade. Este filme, com ótimas atuações de Geoffrey Rush, Kate Winslet e Joaquin Phoenix, inspira-se nele e em sua obra literária para trazer à tona temas como a atração pelo sádico e proibido. Uma película bem montada.
Tema: Pedofilia no âmbito da igreja e Travestismo

Almodóvar em seus trabalhos faz questão de explorar, até mesmo através de simbolismos, o fetichismo. Cito aqui o má-educação por ser um filme mais popular e discutir a pedofilia no âmbito da igreja; Sem falar que Gael travestido estava lindo por demais – mas, quando ele não está lindo, neh?.

Tema: Repressão, Sado-masoquismo, Voyerismo e mais 

É um filme pesado e intenso. Difícil de digerir, mas, que visa demonstrar a situação angustiante e extrema desta mulher sexualmente reprimida nas busca por excitação. A repressão sexual pode ser algo muito destrutivo, especialmente em situações exacerbadas como a nesta película demonstrada; Daí as idas a cinemas pornôs,  a peep-shows, o complexo de édipo e a evolução para uma relação com um aluno guiada por jogos perversos. Show de interpretação dado pela Isabelle Huppert.

Tema: Travestismo, Incesto, Coprofagia e Zoofilia

Começo dizendo que não assisti – apenas vi algumas cenas aleatórias. Todavia, considerando o abuso de elementos sexuais polêmicos não poderia deixar de listar por aqui. O filme coleciona cenas bizarras de incesto, nudez frontal – chegando a se filmar o ânus de um dos atores –coprofagia e zoofilia. Ganhou status de cult na época, afirmando-se haver um contexto político e tratar-se de uma contra-cultura.

Tema: Pedofilia, Masoquismo, Orgia e Coprofagia
Outro que não assisti e parece gerar opinião unânime quanto ao seu conteúdo perturbador e polêmico. Baseando-se de forma livre em três contos do Marquês de Sade – Círculo das Manias, Círculo da Merda e Círculo do Sangue –, é conduzido durante o período em que a Itália estava sob o domínio dos Nazistas, onde quatro libertários fascistas sequestram 16 jovens que são usados como fonte de prazer, masoquismo e morte.
Nem sempre o cinema busca entreter, sendo que no aspecto arte de pensamento ousado é que encontra o seu campo mais fértil, tanto na expressão quanto no espaço para discussão. Por isto, ressalto que não recomendo estes filmes indiscriminadamente – até porque aqueles que deixei de assisti não posso indicar, só os citei –; Ao contrário, penso que merecem um olhar maduro e um ponto de vista analítico para que a crítica e a visão dos envolvidos nos projetos sejam aproveitadas e não mascaradas pela polêmica.

22/05/2016

Se você chegou até aqui é porque você gostou do que leu, não é? Então compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é muito importante!

Comentários