OS 10 MELHORES FILMES BRASILEIROS DOS ANOS 80

OS 10 MELHORES FILMES BRASILEIROS DOS ANOS 80

Anos 80… Com o fim da ditadura chegou a hora de tirar das gavetas, aos poucos, os roteiros de cunho um pouco mais politizado.

A indústria do cinema nacional estava ainda dependente da Embrafilme e os cineastas agraciados com verbas costumavam ser sempre os mesmos.

Mesmo assim, muitos filmes surgiram. A maioria puro lixo. Mas entre eles, destaco dez filmes realmente muito bons:


10) Festa

1989 – Ugo Giorgetti. Um tocador de gaita, um jogador de sinuca e seu velho assistente são convidados para animar uma festa de sociedade, mas o tempo vai passando e eles nunca são chamados para se apresentarem. durante sua espera no hall de entrada presenciam todo tipo de absurdos conforme a festa prossegue e os convidados vão ficando mais desinibidos. uma visão ácida da sociedade, pelos olhos de um diretor com personalidade


9) Eu Sei Que Vou Te Amar

1986 – Arnaldo Jabor. uma sessão de psicanálise filmada. num apartamento, um jovem casal resolve viver em duas horas um jogo da verdade sobre tudo o que já lhes aconteceu. prêmio de melhor atriz em Cannes para Fernanda Torres


8) A Cor do Seu Destino

1986 – Jorge Duran. garoto chileno vem morar no Brasil, depois que seu irmão é assassinado pela repressão de seu país. anos mais tarde, ainda marcado pelas lembranças do golpe, ele sofre uma crise ao saber que sua prima foi presa em Santiago. falava-se de golpe militar, mas era o dos outros


7) O Beijo da Mulher Aranha

1985 – Hector Babenco. primeira grande co-produção Brasil – Estados Unidos. dois prisioneiros – um preso político e outro homossexual acusado de atos imorais – estão na mesma cela onde se conhecem até acabar se respeitando. Oscar, Cannes, Bafta e vários outros prêmios para William Hurt em grande atuação


6) Nunca Fomos Tão Felizes

1984 – Murilo Salles. rodado no último ano do regime militar. um rapaz é retirado de um colégio interno por seu pai, de quem está afastado há 8 anos e pouco sabe, e é acomodado num grande apartamento temporariamente. ele começa, então, a investigar o mistério que o cerca, em busca de sua identidade


5) Memórias do Cárcere

1984 – Nelson Pereira dos Santos. baseado na autobiografia de Graciliano Ramos. Carlos Vereza vive o escritor, que acusado pelo Estado Novo de colaborar com subversivos, é levado ao presídio de Ilha Grande, onde convive com prisioneiros políticos e com todo tipo de marginais


4) Sargento Getúlio

1983 – Hermano Penna. Lima Duarte está brilhante como um rude sargento que tem a missão de levar um prisioneiro, inimigo político de seu chefe, de Paulo Afonso a Aracaju. No meio do caminho, o panorama político muda e o sargento recebe a ordem para soltar o prisioneiro, mas ele decide terminar a missão que lhe foi confiada, mesmo que tenha de matar para completá-la


3) Inocência

1983 – Walter Lima Júnior. baseado no clássico do Visconde de Taunay. no Brasil imperial, Édson Celulari é um médico itinerante, que em suas andanças conhece uma moça acometida de malária – Fernanda Torres – por quem se apaixona, sendo correspondido. entretanto, o pai da jovem já a prometeu para um rico fazendeiro da região. bela fotografia e uma história bem contada


2) Eles Não Usam Black-Tie

1981 – Leon Hirszman. uma greve começa numa empresa. um operário, com a namorada grávida, decide se casar. para não perder o emprego, ele fura a greve, que é liderada por seu pai, iniciando um conflito familiar que se estende às assembleias e piquetes. um bom drama familiar e um retrato do país na época. ganhador de vários prêmios


1) Pixote, a Lei do Mais Fraco

1981 – Hector Babenco. um garoto abandonado rouba para viver nas ruas. com apenas 11 anos, após passar por reformatórios e aprender a sobreviver, torna-se um pequeno traficante de drogas, cafetão e assassino. um importante retrato violento da infância perdida, com vários prêmios internacionais e uma atuação brilhante de Marília Pera

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

14/11/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários