SE MASTURBAR TODOS OS DIAS É NORMAL?

SE MASTURBAR TODOS OS DIAS É NORMAL?

Talvez você tenha o hábito de se masturbar como parte de sua rotina. Talvez faça apenas em períodos isolados ou nem mesmo tenha esse costume no seu dia-a-dia. Independente da situação, certamente você deve ter alguma referência para pensar o quanto está fazendo isso de forma exagerada ou além da conta.

Seja uma ou várias vezes por dia, quem tem esse hábito provavelmente já sabe como se agradar da melhor forma, quando fazer e quais caminhos tomar para conseguir o prazer por meio da auto satisfação. Mas quantas vezes é normal se masturbar num dia ou numa semana?

Felizmente, não existe um número que determine se você está cruzando os limites quando se trata em se dar prazer. A masturbação, inclusive, é considerada um hábito saudável que libera hormônios de satisfação no corpo, permite um melhor conhecimento e relação com si mesmo, alivia o estresse e ajuda na felicidade. Apesar disso, segundo o terapeuta sexual Dan Drake, existem momentos em que a masturbação é sim prejudicial.

“O número de vezes em que você se masturba não é um problema até que comece a afetar a sua vida de formas negativas”, explica. Ou seja, quando o hábito deixa de ser apenas um momento de prazer intimista e começa a afetar física ou psicologicamente, é hora de repensar e dar um tempo.

Dores físicas

Em homens ou mulheres, a masturbação pode ser excessiva ao ponto de causar dores, de acordo com o médico Tobias Köhler, urologista da Universidade de Southern Illinois. A dor pode vir por causa de alguma ferida causada pelo atrito das mãos nos órgãos genitais ou pela sensibilidade da pela aumentada em razão da pressão aplicada no local. Se você chegou ao ponto de sofrer com dores no processo, é hora de diminuir o hábito.

Vida social

Outro indício de que você está se dedicando demais à masturbação pode ser quando deixa de fazer outras coisas para isso. Se abandona responsabilidades de estudo ou de trabalho em razão do hábito sexual, chega atrasado em compromissos ou até mesmo adia horários de refeição, isso não é bom para a sua saúde e vida social.

Vida sexual

Por meio da masturbação, é possível descobrir e conhecer sensações que melhoram a vida sexual, mas o hábito também pode acabar atrapalhando. Se você condiciona seu corpo a atingir o orgasmo por meio de certos hábitos e sensações, irá precisar recriar as mesmas sensações durante o sexo, explica o Dr. Köhler. Ao se acostumar com a utilização das mãos ou de alguns objetos, você pode se tornar dependente disso durante o sexo, tendo dificuldade para alcançar o clímax com algum parceiro. Além disso, o médico explica que a masturbação diária ao longo de duas semanas, para homens, pode diminuir a produção de esperma. Isso pode ser negativo para quem busca a gravidez da parceira ou espera manter um nível de fertilidade mais alto.

Você não consegue parar

Se você está tão habituado à se tocar que seus pensamentos se distraem e te levam para esses momentos em qualquer situação, pode ser um verdadeiro indício de que o comportamento já alcançou níveis preocupantes. “Um dos critérios para determinar o vício é a perda de controle do hábito”, explica o terapeuta Dan Drake. Assim como o vício em cigarros, bebidas ou drogas, se você não conhece diminuir o hábito por conta de outros fatores, a situação já está problemática.

Se você se identifica com alguma das situações, independente do sexo ou idade, pode ter que diminuir o nível de masturbação em sua vida. Caso não consiga, pode ser o caso de buscar um especialista ou terapeuta para tratar do possível vício. Por outro lado, se você está fazendo isso apenas para se sentir bem em alguns momentos do seu dia e não sente os danos em outros setores de sua vida, a masturbação é completamente, normal e saudável. Tente apenas não fazer com que seja sua prioridade da vida e tudo correrá bem.

Fonte: Mens Health

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

25/09/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

Comentários