PSICOPATAS: VOCÊ PODE NÃO SABER, MAS EXISTE UM(A) BEM PRÓXIMO A VOCÊ… CUIDADO!

PSICOPATAS: VOCÊ PODE NÃO SABER, MAS EXISTE UM(A) BEM PRÓXIMO A VOCÊ... CUIDADO!

Estamos acostumados a vê-los em histórias de crimes na TV, mas nem todos os criminosos são psicopatas e nem todos os psicopatas chegam a ser criminosos, ou mesmo fisicamente violentos.

Pode ser um parente, um amigo uma colega de trabalho, um vizinho ou até mesmo sua namorada!

Mas enfim, o que é um psicopata? Como reconhecer um psicopata?

A psicopatia consiste num conjunto de comportamentos e traços de personalidade específicos. Encantadoras à primeira vista, essas pessoas geralmente causam boa impressão e são tidas como “normais” pelos que as conhecem superficialmente.No entanto, costumam ser egocêntricas, desonestas e indignas de confiança. Com freqüência adotam comportamentos irresponsáveis sem razão aparente, exceto pelo fato de se divertirem com o sofrimento alheio. Os psicopatas não sentem culpa. Nos relacionamentos amorosos são insensíveis e detestam compromisso. Sempre têm desculpas para seus descuidos, em geral culpando outras pessoas. Raramente aprendem com seus erros ou conseguem frear impulsos.

Como é o comportamento de um psicopata?

Ausência de Culpa:
Nunca sente arrependimento, nem remorsos. Os outros é que são os culpados de tudo o que acontece de mal e vive com a certeza absoluta que nunca erra, nem errou. Não teme a punição por ter a certeza que tudo o que faz tem um propósito benéfico, (para ele, claro!), embora tenha a noção de que os seus actos são anti-sociais. Quando é denunciado, recusa a reabilitação ou qualquer tratamento e na impossibilidade de fugir, simula uma mudança de carácter, para mais tarde voltar aos padrões comportamentais que lhe são característicos e até, vingar-se de quem o tentou ajudar!

Mestres da Mentira:
Para eles a realidade e a ilusão fundem-se num só conceito pelo qual regem o seu mundo. São capazes de contar uma mentira como se estivessem a descrever detalhadamente uma situação real. Não mentem apenas para fugirem de uma situação constrangedora, mas pura e simplesmente porque não sabem viver sem mentir.

Manipulação e Egoísmo:
Não tem a noção de bem comum. Desde que ele esteja bem, o resto do mundo não lhe interessa. O psicopata é um indivíduo extremamente manipulador que usa o seu encanto para atingir os seus objectivos, nunca pensando nas emoções alheias. Não reconhece a dor que provoca nos outros e por isso, usa as pessoas como peões, objectos que pode pôr e dispor conforme lhe convêm. Manifesta facilidade em lidar com as palavras e convencer as pessoas mais vulneráveis a entrarem no “jogo” dele.Querem controlar todos os relacionamentos, impedindo que familiares e amigos confraternizem paralelamente, sem a sua presença. Para tal recorrem as esquemas, intrigas e claro, ao seu charme para se fingir amigo.

Inteligência:
O QI costuma ser acima da média. Há casos de psicopatas que conseguem passar por médicos, advogados, professores, etc, sem nunca terem frequentado uma universidade! São peritos no disfarce, excelentes auto-didactas e fazem-no na perfeição.

Ausência de Afecto:
Não são pessoas afectuosas com o próximo e enquanto pais, não são do género de “dar colo” aos filhos. Usam os filhos como “marionetas”, em função dos seus próprios interesses, não respeitando as suas escolhas, quer a nível pessoal, quer profissional! Baseia os seus “métodos educativos” na humilhação e chega a ser totalmente negligente para com os seus.

Impulsivo:
Devido ao défice do superego, não consegue conter os seus impulsos, podendo cometer toda a espécie de crimes, friamente e sem noção de culpa. Costuma fintar até o teste do polígrafo, porque o seu ritmo cardíaco não se altera quando profere mentiras e nem quando comete crimes.

Isolamento:
Gostam de viver sós e quando vivem com outros, querem liderar o grupo, mesmo que para isso destrua uma família inteira.

Características resumidas e curiosidades

  1. Muitas vezes exibem um encanto superficial, são sedutoras e conquistam facilmente as outras pessoas;
  2. Frequentemente são bastante volúveis e inconstantes;
  3. Não possuem empatia, tendem a ser insensíveis, cínicas e a desprezar os sentimentos e direitos alheios;
  4. Mentem frequentemente de forma tão realista que raramente outras pessoas descobrem ou desconfiam.
  5. São extremamente manipuladoras, manipulam pessoas, ambientes, fatos e circunstâncias a seu favor;
  6. Não possuem sentimentos de culpa ou arrependimento;
  7. Podem ser inconstantes, detestar rotina e monotonia e enjoar fácil de tudo;
  8. Não possuem empatia: não entendem o que é estar no lugar do outro;
  9. Geralmente céticas ou desconfiadas em demasia, e por isso mais persuasivas;
  10. Frequentemente irresponsáveis: tendem a jogar culpa sempre nos outros, não se responsabiliza pelas próprias condutas, tem mania de perseguição e arranjam sempre algo ou alguém como culpado;
  11. Tendem a ser infiéis e seus relacionamentos íntimos geralmente não são duradouros;
  12. Podem possuir vida dupla: socialmente sendo pessoas exemplares, mas com pessoas no convívio intimo se mostrarem totalmente diferentes;
  13. Quase sempre dão mais valor ao material do que o sentimental e sempre dizem o oposto, inclusive podem ser oportunistas obcecadas por melhores condições de vida;
  14. Possuem mudanças súbitas de temperamento;
  15. Geralmente acham que estão certas e que seu estilo de vida é o mais correto e adequado.
  16. Quando colocadas sobre pressão, como por exemplo, a morte de algum parente, choram por sentir a perda do auxilio que a pessoas lhe prestou e poderia prestar;
  17. Geralmente são pessoas com sorrisos fáceis, amáveis quando lhe convêm e absolutamente frias quando julgam necessário;

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

11/10/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários