O DESABAFO DE UMA CRIANÇA

O DESABAFO DE UMA CRIANÇA

Hoje é o dia das crianças. Se você tem filhos, leia este texto e pense a respeito… Se você não tem, leia assim mesmo.

Não tenham medo de ser firmes comigo, prefiro assim. Isso faz com que eu me sinta mais seguro. Sei que não posso nem devo ter tudo que eu quero. Mas eu vou sempre testar vocês.

Não deixem que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo e o que é errado.

Não me corrijam com raiva e nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais se me falarem com calma, de maneira que eu entenda e em particular.

As vezes eu preciso sim de uma chinelada na bunda. Mas não exagere, pois meu respeito por vocês pode virar medo.

Não me protejam das conseqüências dos meus erros. Às vezes eu preciso aprender pelo caminho mais áspero.

Não levem muito a sério as minhas pequenas dores, necessito delas para obter atenção que desejo. Mas as vezes a dor é real. Preciso muito da sua experiência e bom senso para diferenciar uma da outra.

Não sejam irritantes ou rudes ao me corrigir, pois eu poderei fazer o contrário do que me pedem.

Não me façam promessas que você sabem que não querem ou não poderão cumprir. Assim, eu perderei a confiança em vocês

Não ponham a prova a minha honestidade. Sou criança e é de minha natureza dizer pequenas mentiras. Ou até grandes quando acuado.

Não me mostrem um Deus vingativo. Isto me afastará Dele.

Não desconversem quando faço perguntas. Senão eu procurarei na rua as respostas que não tive em casa.

Não se mostrem para mim como pessoas perfeitas e infalíveis. Ficarei muito desapontado quando descobrir que vocês são apenas simples humanos.

Não me digam que sou covarde ou que meus temores são bobos. Mas ajudem-me a vencê-los.

Não digam que não conseguem me controlar. Eu posso pensar que sou mais forte que vocês.

Não me tratem como uma pessoa sem personalidade. Lembrem-se de que eu tenho o meu próprio modo de ser.

Não apontem os defeitos das pessoas que me cercam. Isso criará em mim, desde cedo, um espírito intolerante.

Não se esqueçam de que eu gosto de experimentar as coisas por mim mesmo. Me dêem liberdade, mas fiquem de olho…

Mas, sobretudo nunca desistam de me ensinar o bem. Mesmo que eu pareça não estar aprendendo. No futuro vocês verão em mim o fruto daquilo que plantaram.

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

12/10/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários