O MELHOR TROTE DE TODOS OS TEMPOS: LUIZ PARETO E A TELERJ

O MELHOR TROTE DE TODOS OS TEMPOS: LUIZ PARETO E A TELERJ

Certo dia, há muitos anos, o Dr. Luiz Pareto ligou para a Telerj para reclamar que seu telefone estava mudo…

O que o advogado não fazia idéia, é que estava protagonizando o melhor trote de todos os tempos. O diálogo telefônico é de mijar nas calças de tanto rir!

No início, era apenas uma fita cassete, que ninguém sabia de onde tinha vindo.

Cópia da cópia da cópia da cópia de um cara que tinha arrumado um amigo do primo da vizinha, num centro comercial lá da Tijuca.

Você só ouvia os palavrões mas dava para entender direito que a história tinha uma seqüência: um advogado telefonava para um local pensando que falava com a Telerj. Pessoas fingiam ser da Telerj. Depois, um cara atendia e dizia, ‘grandes merdas ser adêvogado (com e no meio mesmo). Dias depois, a mesma turma ligava para o advogado um certo Luiz Pareto e perguntava se o conserto tinha sido adequado. E o pau quebrava de novo. Menos de cinco minutos de gravação, quase duas décadas de gargalhadas.

Aí veio a Internet e o ‘trote do adêvogado’, ‘trote da Telerj’, hoje ‘Trote do Pareto’, se popularizou de vez. A invasão de privacidade chegou ao extremo. Negozinho chegou ao ponto de ir na ‘Rua da Assembléia Número 10, mas amanhã não tem ninguém só para fotografar a placa onde diz que o escritório do Pareto era ali (abaixo).

Descobriram que o Pareto morreu. Comunidades inteiras ficaram de luto. Milhões de homenagens por todo o país. Fizeram até remix do trote para tocar em festa. Arrumaram a foto do advogado no site da OAB (abaixo). A Paretomania chegou a tal ponto que, no Rio, existe o telefone 3378-1010 que, em tese, abriga uma versão gravada para o ouvinte curioso.

O advogado Luiz Henrique Pareto nunca teve idéia da popularidade dele. Se fosse candidato a deputado federal pelo Rio, ganhava fácil. Era só ter um bordão como ‘Rapaz simpático, agradável, e no entanto perde seu tempo com bobagem ou ‘Parece que sim. Parece. A respeito de quê?, pronto, milhares de eleitores vazios de esperança e de exemplos em quem se mirar iriam votar no Pareto.

Quem não conhece o trote, tem oportunidade de clicar no botão ao pé do post para entender a catarse. Mas aconselho a não ouvir perto de pessoas de idade ou de crianças, é palavrão a rodo, e palavrão da pesada. O advogado fica tão enraivecido dos moleques que infernizam sua vida que manda-os, er, ‘sugar a região de excreção de alimentos já digeridos da progenitora deles. É uma explosão de raiva.

O TROTE

A história é a seguinte: Início dos anos 90, na era do Plano Collor, da escuridão pré-internet, pré-celular, pré-câmeras digitais e pré-MP3. Operadores de Mercado Financeiro do Banco Bamerindus não tinham o que fazer pra matar o tempo em dias de vacas magras, Plano Collor, Zélia, poupanças confiscadas e de mercado financeiro totalmente parado. Toda ligação errada que por engano caía na mesa de operações proporcionava um alvoroço e quase sempre rendia um belo trote na mão dos sacanas corretores desocupados. E foi exatamente isso que aconteceu nesta filial carioca (sim, carioca… essas sacanagens só podem sair da cabeça de cariocas) da corretora do liquidado banco paranaense. Luiz Pareto, “adêvogado”, ligou para a TELERJ a fim de reclamar de um defeito em sua linha telefônica. Para seu azar a ligação caiu nessa ociosa mesa de operações financeiras – que por questão de segurança tinha todas as suas linhas gravadas – e o cidadão se tornou protagonista do melhor trote que se tem registro.

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

13/11/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários