MASTURBAÇÃO FEMININA: COMO CONSEGUIR MÚLTIPLOS ORGASMOS SOZINHA

MASTURBAÇÃO FEMININA: COMO CONSEGUIR MÚLTIPLOS ORGASMOS SOZINHA

Que as mulheres têm dificuldade para chegar ao orgasmo, disso todas já estão carecas de saber, mas o que muitas não sabem é que através da masturbação esse “sonho” pode se tornar realidade.

Cerca de 75% das mulheres apresentam dificuldade em chegar ao orgasmo e boa parte desse número nunca chegou realmente lá. Essa dificuldade está relacionada ao tabu que muitas mulheres têm de se libertar das amarras e deixar aflorar o seu lado mais sensual na cama.

Com medo de serem julgadas ou rotuladas por muitos homens como “vagabundas”, algumas mulheres podem deixar de dizer coisas ou topar certas posições que aflorariam o prazer feminino e a tornariam muito mais satisfeitas sexualmente. Além disso, outra razão que explique essa restrição é a religião de algumas mulheres ou traumas na infância e até mesmo fase adulta como abusos sexuais. Algumas mulheres podem apresentar distúrbios que impeçam o prazer feminono e interfiram na libido, mas são casos mais raros.

A verdade é que na maior parte dos casos o que impede o prazer feminino é o desconhecimento do próprio corpo e das regiões que mais satisfazem, o estresse que impede que relaxem a mente e se desvencilhem de todos os problemas realmente na cama e o pudor que impede que elas soltem o seu lado mais safada com seu parceiro entre quatro paredes.

Uma forma de solucionar essas amarras e conseguir a libertação sexual é através da masturbação. Através da prática a mulher pode ganhar mais conhecimento sobre o prazer feminino, ganhar autoconfiança e se satisfazer primeiro para depois conseguir satisfazer o outro. Ao se descobrir e saber qual o caminho que a leva ao orgasmo, fica muito mais fácil para o homem conseguir satisfazê-la também, pois basta ela repassar as dicas ao seu parceiro e ser feliz! Veja abaixo dicas de masturbação para o prazer feminino.


1. Escolha do local

É importante escolher um local que será seu ninho de amor particular, ou seja, um lugar suficientemente calmo e completamente seguro e vazio para você praticar a masturbação em busca do prazer feminino. O ambiente, além de íntimo, deve ser aconchegante para que você se sinta realmente à vontade e desinibida. Pode ser o quarto, a banheira, a sala ou seu closet, contanto que tenha um sofá ou uma cama para você relaxar.


2. Torne o ambiente propício

Lembre-se que o ambiente deve estar limpo, organizado e aromatizado para que você não tenha distrações e consiga imergir naquele momento. Você pode colocar velas aromatizadas, baixar a iluminação através de luminárias, colocar incenso e colocar um som ambiente da preferência com um volume baixo apenas para inspirar.


3. Comece a se despir

Tire a roupa sem pressa e deite-se de barriga para cima no sofá, poltrona, banheira ou cama. Exceto na banheira, lembre-se de ter um travesseiro confortável para repousar o pescoço e cabeça. Você deve relaxar o corpo completamente. As pernas devem estar ligeiramente abertas e os joelhos um pouco dobrados. Apoie os pés com firmeza em algum lugar, seja cama, borda da banheira, etc.


4. Aplique o lubrificante

Lembre-se de adquirir um bom lubrificante com antecedência para suas sessões de descoberta do prazer feminino. O lubrificante não é fundamental, mas ele faz que os dedos deslizem com mais facilidade sem criar aquele atrito inicial incômodo se a região não estiver lubrificada naturalmente. Passe o lubrificante por toda a região.


5. Procure por novas sensações

Acaricie várias regiões do corpo diferentes com os dedos, beije e passe a língua onde conseguir para sentir as sensações que essas manifestações provocam pelo seu corpo. Assim ficará mais fácil saber o que a excita mais ou menos.


6. Escolha uma mão

Seja destra ou canhota, escolha a sua mão mais habilidosa e que se sente mais confortável em usar. Antes de colocar na genitália, coloque o dedo indicador da mão habilidosa sobre a outra mão e comece com toques sutis e constantes.


7. Inicie devagar

Com a ponta do polegar você pode começar a sentir seu clitóris acariciando e pressionando suavemente, sem pressa ou força. Você pode mover a pele para baixo e para cima ou em círculos. Evite esfregar o clitóris, pois a região é muito sensível.


8. Memorize as sensações

Ao acariciar e aplicar pressão na região do clitóris, procure memorizar as sensações, ou seja, aquelas que mais agradam, aquelas que desagradam e aquelas que causam estranhamento ou curiosidade. As sensações que não tiver muita certeza se gostou ou não, tente de novo até ter uma opinião formada sobre cada estímulo. A maioria das mulheres responde melhor a um toque ritmado, combinado ou alternado com pequenos movimentos circulares. O movimente exige certa habilidade, mas isso se adquire com a prática.


9. Explorando o clitóris

Ainda no clitóris, que é a região mais sensível da mulher e o local que possibilita orgasmos mais intensos, passe a mão pelo capuz, suba e concentre-se na glande do clitóris, que fica entre o capuz e início da vulva. Pressione o osso pubiano suavemente para ter uma boa dose de prazer. É normal você ter certos arrepios ou sentir suas pernas ou outras regiões tremerem com o toque.


10. Vez dos grandes lábios

Depois de ter fixado sua atenção ao clitóris é a vez de focar nos lábios externos, inclusive a área da vulva e as pernas. Contorne suavemente a entrada da vagina, sinta o períneo (região entre a vulva e o ânus) e deslize os dedos por baixo e ao redor do seu ânus.


11. Pequenos lábios

Depois, chegue até os pequenos lábios com toques diretos e retorne ao clitóris. Se o toque direto for intenso demais para o prazer feminino de algumas mulheres, basta retornar ao capuz e começar devagar e suavemente.


12. Sinta as sensações

Fique atenta às respostas do seu corpo, nada melhor que ele para dizer o que gosta ou não. A ação pulsante e firme é sentida na parte superior e inferior do clitóris. Não pare de movimentar o dedo ao redor da vulva e a região esponjosa acima do osso pubiano.


13. Varie a velocidade

O ideal para a primeira vez que irá descobrir o prazer feminino se masturbando é variar as velocidades com movimentos circulares e pulsantes para descobrir a velocidade ideal para você. É normal que cada mulher se adapte a uma velocidade. A primeira masturbação com certeza será a mais demorada, pois você ainda está se descobrindo, as outras serão mais fáceis para você chegar ao ápice.

NÃO ACABOU NÃO. CONTINUA AQUI!

Comentários