GATONET: A TV PAGA, SEM PAGAR

Que tal ter acesso a mais de 300 canais, inclusive conteúdo adulto, jogos exclusivos, pay-per-view e muito mais, sem pagar mensalidade a nenhuma empresa, como Sky, NET, Vivo e outras? Tentador, não?

Faz muitos anos que ouço falar desse ‘esquema milagroso’, mas como isso me parece muito ilegal (sinceramente, não tenho idéia se é ou não, que artigos infringe, etc.), nunca fui atrás. Porém, cada vez mais me deparo com depoimentos de pessoas falando que estão usando isso, bem como vejo comentários em blogs, podcasts, etc. Isso acabou aguçando minha curiosidade geek.

Ao que me parece, existem alguns satélites antigos (e com problemas) sendo usados por algumas empresas de TV por assinatura. Através desses problemas, ‘hackers’ conseguem ter acesso ao conteúdo transmitido por eles. Esse sinal, originalmente codificado, teve seu algorítimo ‘quebrado’ e através disso, foram criados decodificadores que conseguem ler e ‘decifrar’ o sinal, tornando-o disponível de forma ‘gratuíta’.

Assim como acontece na TV paga ‘tradicional’, o sinal é captado do satélite através de uma antena e chega ao decodificador da empresa (Sky, Net, etc.) Esse decodificador verifica se o assinante está ativo, qual o plano contratado e libera apenas o conteúdo autorizado. No ‘esquema alternativo’, o decodificador simplesmente ignora a validação inicial, liberando todo o conteúdo transmitido pelo satélite.

Sempre ouvia falar do tal ‘esquema AZBox’, mas ao começar a pesquisar, vi que na verdade ‘AZBox’ é a marca de um desses decodificadores, mas existem várias outras. No Paraguai por exemplo, existe quase uma dezena de marcas e inúmeros modelos. O mais em conta custa cerca de USD 120, incluindo ae o preço da antena. No Brasil, até bem pouco tempo atrás, esses produtos eram comercializados aos montes em sites como Mercado Livre. Porém, pelo que chequei recentemente, o número de vendedores que oferecem o decodificador caiu bastante e costumam vender o aparelho (sem antena) na faixa de R$ 350,00.

Pra quem já teve Sky é uma mudança drástica. Tá certo que agora você não paga mais aquele absurdo por mês, mas também não tem onde reclamar (como se na Sky resolvesse, rs) e não consta com toda conveniência da grade de programação da empresa. Quando se tem mais de 300 canais a disposição, poder ter acesso a todo conteúdo que está passando (e ao que vai passar nos próximos dias), na tela da sua TV, de forma fácil e rápida, conta muito, especialmente na hora de fazer os agendamentos de gravação (pra quem tem o serviço correspondente).

Um outro problema pra quem usa esse esquema é que, mais ou menos a cada 7 dias, o sinal simplesmente cai e tudo congela. Porém, algumas horas depois, os ‘hackers’ já disponibilizam o update necessário para tudo voltar a funcionar. Basta entrar num dos vários fóruns desse assunto, baixar o arquivo (geralmente com 2MB), jogar num pendrive e atualizar o decodificador. Infelizmente esse processo ‘detona’ toda configuração anterior do aparelho, ou seja, seus ‘favoritos’ vão pras cucuia.

Espero ter esclarecido um pouco sobre o assunto e deixo para cada um de vocês pensar a respeito. É ilegal? É conveniente? Vale a pena?

Sei lá…

09/08/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou do que leu, não é? Então compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é muito importante!

Comentários