QUAIS TIPOS DE FOTOS DOS NOSSOS FILHOS QUE NÃO DEVEMOS POSTAR NAS REDES SOCIAIS?

QUAIS TIPOS DE FOTOS DOS NOSSOS FILHOS QUE NÃO DEVEMOS POSTAR NAS REDES SOCIAIS?

As redes sociais estão cada vez mais presentes em nossas vidas e na de nossos filhos. Muitas vezes nós comprometemos a segurança deles e a nossa ao publicar fotos de maneira ingênua, sem saber ao certo os problemas que isso pode causar!

O rosto todo lambuzado pela primeira papinha, brincando com os amiguinhos, o primeiro dia na escola, a folia na hora do banho ou o iPad novinho em folha da criança. São tantas as situações engraçadas ou fofas que os pais compartilham nas redes sociais que fica difícil passar um dia sem topar com essas fotos.

Mas internet não combina com ingenuidade. Quem quer compartilhar imagens na rede precisa entender que este é um ato permanente e cheio de riscos.

Sequestro, pedofilia, bullying, roubo e até morte estão entre os riscos aos quais as famílias se expõem ao publicar imagens de suas crianças.

Aqui listamos os 16 tipos de fotos dos seus filhos que você não deve postar nas redes sociais.

 

1) Com armas, cigarro, bebidas

AS FOTOS DOS NOSSOS FILHOS QUE NÃO DEVEMOS POSTAR NAS REDES SOCIAIS

Nunca é demais lembrar que jamais, em nenhuma hipótese, devem ser feitas fotos com crianças posando com armas, cigarro e bebidas alcoólicas. Apesar de se supor que todos os pais e responsáveis tenham esse senso comum, não é raro saber de casos de adultos que compartilharam nas redes fotos de crianças nessas condições, o que gera muita polêmica e inclusive pode acarretar consequências legais para quem posta. Portanto, mesmo que seja “de brincadeirinha”, crianças jamais devem posar como se fossem adultos, principalmente se a imagem envolver drogas, álcool e cigarro.

 

2) Ferimentos, doença, hospital

AS FOTOS DOS NOSSOS FILHOS QUE NÃO DEVEMOS POSTAR NAS REDES SOCIAIS

Imagine a seguinte circunstância: seu filho se machucou e precisou engessar o braço. Você tirou fotos dele no hospital e publicou nas redes sociais para avisar os seus amigos que, apesar do susto, tudo saiu bem. Nas fotos é possível ver a criança chorando, abatida, com sangue e logo depois com o gesso. Tudo acabou bem. Mas será que no futuro a criança gostará de saber que esses flagrantes foram vistos por centenas de pessoas? Realmente, se você parar para pensar, nada justifica tamanha exposição. Portanto, fotos das crianças que mostrem machucados, curativos, sangue, expressões de dor, etc. nem deveriam ser tiradas, quanto mais compartilhadas publicamente.

 

3) Dancinhas e poses sensuais

AS FOTOS DOS NOSSOS FILHOS QUE NÃO DEVEMOS POSTAR NAS REDES SOCIAIS

No Brasil, todo dia surgem novas músicas que se tornam febres. Muitas das que ganham mais popularidade brincam com o duplo sentido e incluem coreografias sensuais e divertidas. É normal que, por estarem sendo tocadas em todo lugar, as crianças logo aprendam a cantar e a reproduzir os passinhos. Isso não significa que seria uma boa ideia compartilhar um vídeo da sua filha dançando o quadradinho de oito, ok? Todo tipo de imagem – seja foto ou vídeo – onde se veja uma criança numa atitude minimamente sensual ou sugestiva, pode provocar o interesse das redes de pedofilia internacionais que atuam na internet.

 

4) Foto com registro de localização

AS FOTOS DOS NOSSOS FILHOS QUE NÃO DEVEMOS POSTAR NAS REDES SOCIAIS

Antes de baterem uma foto de seus pequenos, desativem o geolocalizador do celular ou da câmera fotográfica. Ninguém precisa saber quais são os locais que a criança frequenta. Pessoas mal-intencionadas podem usar essas dicas para assustarem vocês quando seus filhos não estiverem em casa. Sabem aqueles trotes que simulam sequestros? Eles ficam muito mais assustadores se a pessoa que estiver ligando tiver informações precisas da vida de seus filhos.

NÃO ACABOU NÃO. CONTINUA AQUI!

Comentários