ESTES SÃO OS VERDADEIROS VILÕES DE SUA CONTA DE ELETRICIDADE E COMO FAZER PARA REDUZI-LA EM ATÉ 40%

Como você já deve ter percebido, a conta de eletricidade não anda mais parecida com a de alguns anos atrás. Os impostos e as chamadas “bandeiras” (verde, amarela e vermelha) estão deixando o consumo mensal de energia elétrica das famílias brasileiras cada vez mais caro, o que acaba pesando bastante no orçamento.

Mas, ao contrário do que as pessoas pensam, não é só a “mão do governo” que tem encarecido a conta de energia elétrica. O número crescente de eletrodomésticos e eletrônicos em casa, bem como o mau uso desses equipamentos também acabam refletindo sobre o valor pago no final do mês.

Na lista de hoje, por exemplo, você vai conhecer alguns eletrônicos que podem estar pesando na sua conta de energia e fazendo o valor disparar. Além disso, você vai entender como é possível fazer com que esses equipamentos consumam menos, sem ter que abrir mão do conforto que eles proporcionam.

Claro que o uso consciente é o primeiro passo para garantir uma conta de energia mais barata e que os recursos naturais de nosso planeta durem por mais tempo, como você já deve ter ouvido falar. A redução do consumo é o principal fator para economizar e preservar, mas também existem algumas outras medidas paliativas que podem ajudar nessa missão.

Descubra quais são os verdadeiros vilões de sua conta de energia:

1. Ar-condicionado

Ele pode até ser seu melhor amigo na cozinha, mas não é tão legal assim para sua conta de energia. Conforme o Centro Brasileiro de Informação de Eficiência Energética, esse equipamento comum nas cozinhas consome até 10 vezes mais energia elétrica que o ventilador.

Se você quiser economizar na conta, a sugestão é que as pessoas aproveitem os dias mais frescos e o inverno para deixá-lo desligado. E, no dia a dia, para fazer com que ele consuma menos eletricidade, você pode:

. Instalar o ar-condicionado em local de boa circulação de ar

. Fechar portas e janelas quando o aparelho estiver ligado para evitar a entrada de ar quente.

. Limpar os filtros sempre, já que a sujeira faz com que ele tenha que trabalhar mais.

. Desligue o ar-condicionado (assim como outros equipamentos elétricos e a própria lâmpada) quando for sair do ambiente por muito tempo.

2. Chuveiro elétrico

Sim, esse é um vilão conhecido e não é à toa que ele entra sempre no topo da lista dos equipamentos que aumentam o valor da conta de energia.

Mas, se você quiser economizar, basta reduzir o tempo de banho e deixar o chuveiro na posição Verão, que consome até 30% menos de eletricidade. Aliás, falando em tempo de banho, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) recomenda que cada pessoa gaste, no máximo, 10 minutos nesse processo diário.

Outras dicas também ajudam bastante a manter a conta de energia sob controle, quando o assunto é o chuveiro elétrico:

. Limpar os buracos do chuveiro, por onde a água sai, para que a vazão seja maior.

. Trocar a resistência do chuveiro o mais rápido possível, caso ela queime. Além de ser perigoso tomar banhos sem o funcionamento correto desse equipamento, esse detalhe faz com que o consumo de energia seja maior.

. Desligar o chuveiro enquanto você se ensaboa.

 3. Aparelhos em stand-by

Sabe aquela luzinha verde ou vermelha que fica ligada em alguns aparelhos quando ele está desligado, mas plugado na tomada? Isso indica que o aparelho continua consumindo eletricidade, o que deixa sua conta de energia mais salgada no final do mês.

Videogames, estabilizadores de computadores de mesa, bases de telefones sem fio, TVs, aparelhos de som, micro-ondas, carregador de celular, entre muito outros, são bons exemplos disso. Esses eletrodomésticos e eletrônicos devem der desligados da tomada quando não estiverem em uso e, especialmente, se você for passar alguns dias fora de casa.

4. Abajures e luminárias

Essa categoria de equipamentos consomem a mesma quantidade de energia elétrica por mês que uma lâmpada de teto, sendo, aproximadamente, 3,5 kwh para lâmpadas fluorescentes e 9 kwh, para incandescentes. Por isso, não deixe abajures ligados a noite toda e, se possível, invista em um dimmer, uma opção bem mais econômica no quesito eletricidade!

5. Cafeteiras elétricas

Comuns em residências e escritórias, as cafeteiras também são vilões nas contas de energia elétrica. Elas consomem 30 kwh por mês, se usadas uma hora por dia. Para evitar todo esse gasto, a dica é que você invista na boa e velha garrafa térmica para manter o café aquecido por mais tempo e deixe a cafeteira ligada apenas para passar a bebida.

6. Micro-ondas

Apesar do consumo desse tipo de aparelho depender da potência do ajuste, a média por mês é de 10,5 kkwh. Isso é um consumo maior que o do ferro de passar a vapor, por exemplo. Portanto, o ideal para economizar na conta de energia é preferir o fogão na hora de aquecer alimentos e bebidas e deixar o micro fora da tomada quando não estiver em uso.

7. Cooktop

Esses fogões moderninhos deixam a cozinha mais bonita, mas isso reflete diretamente na conta de energia, sabia? Especialistas garante que esse tipo de aparelho consome mais que uma geladeira de duas portas frost-free.

Em comparação com os modelos a gás, aliás, a disputa também é desigual: enquanto os “velhinhos” consomem 2,40 kwh; os cooktops consomem 68,55 kwh por mês.

E aí, ficou surpreso com o consumo desses equipamentos, não foi?

01/08/2017

Fonte: Revista Casa e Jardim

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários