DISFUNÇÃO ERÉTIL: TUDO O QUE VOCÊ QUERIA SABER, MAS TINHA VERGONHA DE PERGUNTAR

DISFUNÇÃO ERÉTIL: TUDO O QUE VOCÊ QUERIA SABER, MAS TINHA VERGONHA DE PERGUNTAR

Conhecida popularmente como ‘impotência’, a disfunção erétil é o fantasma que assombra 10 entre 10 homens. Aqui vamos esclarecer suas dúvidas sobre esse espinhoso assunto…

O que é Disfunção erétil?

Disfunção erétil ou impotência sexual é a incapacidade de iniciar e de manter uma ereção em, pelo menos, 50% das tentativas durante a relação sexual. Essa disfunção incapacita o homem a obter ou manter ereções suficientemente rígidas para a penetração vaginal, impedindo a satisfação sexual.

As principais causas, psicológicas e físicas

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

A disfunção erétil é na verdade muito mais comum do que as pessoas pensam, afetando mais de 50% dos homens, de acordo com a Cleveland Clinic.

A condição é mais presente em homens mais velhos, com 40% dos homens com 40 anos sofrendo da condição, enquanto esse número sobe de acordo com a idade, saltando para cerca de 70% dos homens por volta dos 70 anos ou mais.

No entanto, mais e mais homens mais jovens estão começando a experimentar a impotência também. Em um estudo publicado no Journal of Sexual Medicine, eles descobriram que quase um em cada quatro homens pode sofrer de algum tipo de disfunção erétil, com quase metade dos casos sendo severos.

A disfunção erétil é definida como a incapacidade de obter ou manter uma ereção para ter relações sexuais, e pode causar estresse, pressão nos relacionamentos e problemas de autoconfiança.

Existem duas formas de disfunção erétil ou impotência: primária e secundária. Homens com impotência primária nunca tiveram ereções suficientes para uma relação sexual satisfatória. Essa forma de impotência é rara e geralmente causada por condições psicológicas extremas, como medo ou intimidade intensos, sentimentos extremos de culpa e ansiedade severa.

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

A impotência secundária, definida como a perda da função erétil após um período de função normal, é mais comum. Homens com impotência secundária normalmente são capazes de se envolver em relações sexuais apenas 25% do tempo. Esta forma geralmente surge gradualmente e é geralmente mais facilmente tratável do que a impotência primária.

Todos os homens sofrerão de disfunção erétil em um ponto ou outro. Isso é normal. Se ela tornar um problema persistente, no entanto, a atenção médica pode ser necessária. Porque, apesar de não ser capaz de ficar duro parecer um grande problema, a disfunção erétil é muitas vezes um sinal de um problema físico ou psicológico mais profundo.

As ereções fazem parte de um sistema muito complexo que envolve o cérebro, o sistema nervoso, os hormônios, os músculos e os vasos sanguíneos. Um problema em apenas uma dessas áreas pode impactar problemas eréteis.

O número de condições físicas que podem levar a disfunção erétil são várias. Segundo a Clínica Mayo, a disfunção erétil pode ser causada por:

  • Doença cardíaca
  • Vasos sanguíneos obstruídos ou restritos
  • Colesterol alto
  • Pressão alta
  • Obesidade
  • Pouco exercício
  • Diabetes
  • Síndrome metabólica
  • Mal de Parkinson
  • Esclerose múltipla
  • Tecido cicatricial no pênis
  • Alguns medicamentos prescritos, especialmente aqueles que afetam os nervos ou vasos sanguíneos
  • Tabaco ou uso de drogas
  • Álcool
  • Distúrbios do sono
  • Câncer de próstata ou próstata aumentada
  • Cirurgia ou lesões na área pélvica ou na medula espinhal
  • Problemas hormonais, como baixa testosterona

Vamos avaliar alguns deles:

Doenças Endócrinas

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

O sistema endócrino é responsável por regular os hormônios que controlam o metabolismo, a função sexual, a libido e muito mais.

Uma condição comum que afeta o sistema endócrino é o diabetes, devido ao seu efeito sobre a capacidade do organismo de produzir insulina.

Um efeito colateral do diabetes é a lesão do nervo, que pode afetar a sensação de afeto; bem como a redução do fluxo sanguíneo e dos níveis hormonais.

Problemas neurológicos

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

Estas são condições que afetam o sistema nervoso e a capacidade do cérebro de se comunicar com o sistema reprodutivo, impedindo que o homem tenha uma ereção.

Algumas das condições neurológicas mais comuns incluem: doença de Alzheimer ou Parkinson, tumores cerebrais, esclerose múltipla e acidente vascular cerebral.

Medicamentos

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

Medicamentos que afetam o fluxo sanguíneo podem levar à incapacidade de obter uma ereção e causar disfunção erétil.

Tais medicamentos incluem: alfa e betabloqueadores, certos medicamentos quimioterápicos, depressores como Xanax ou Valium, estimulantes como cocaína ou anfetaminas, Prozac ou Paxil, e hormônios sintéticos, entre outros.

Apesar do fato de que você pode estar sofrendo de disfunção erétil como resultado de um deles, você nunca deve parar de tomar qualquer medicação sem consultar seu médico.

Problemas de coração

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

Qualquer condição que afete o coração e a capacidade de bombear sangue pode levar a disfunção erétil.

Artérias entupidas, pressão alta ou colesterol podem afetar o fluxo sanguíneo. O tratamento pode incluir medicamentos prescritos ou certos remédios naturais. No entanto, se sofrer de alguma destas condições, deve consultar primeiro o seu médico.

Abuso de substâncias

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

Fumar pode ser uma grande causa de disfunção erétil, especialmente em homens jovens e saudáveis. Além de todos os outros problemas que o fumo pode causar, os produtos químicos presentes na fumaça do cigarro podem causar danos aos vasos sanguíneos.

Portanto, mesmo se você estiver excitado, se os vasos sanguíneos estiverem danificados como resultado do ato de fumar, ficar ou manter uma ereção pode ser muito difícil. Dependendo da gravidade do dano, parar de fumar geralmente reverterá isso.

Assim como fumar, o uso de drogas recreativas, incluindo maconha, cocaína e heroína, pode danificar os vasos sanguíneos e causar disfunção erétil.

Por fim, como tenho certeza de que qualquer homem que tenha ido para a faculdade pode atestar, o álcool pode aumentar a probabilidade de experiência em disfunção erétil.

Embora o consumo crônico de álcool possa levar a uma série de problemas de saúde associados à disfunção erétil, mesmo o consumo excessivo de curto prazo ou o consumo excessivo de álcool podem levar a problemas de ereção.

O álcool é considerado um depressivo, o que significa que pode atenuar o humor e diminuir o desejo sexual. Também pode diminuir o fluxo sanguíneo para o pênis, o que significa manter ou até mesmo conseguir uma ereção pode ser difícil.

Questões psicológicas e de estilo de vida

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

Embora as condições físicas sejam frequentemente as principais culpadas, os problemas psicológicos também podem afetar sua capacidade de obter uma ereção.

O papel do cérebro no processo de ereção não pode ser subestimado, pois é ele que começa a brincadeira. O desejo sexual, e subsequentemente ereções, começa no cérebro, e o cérebro então envia sinais para enviar sangue ao pênis.

Questões psicológicas como estresse, depressão, ansiedade ou outras condições de saúde mental podem interromper esse processo. Questões de relacionamento e estresse também podem contribuir.

Embora questões como o estresse possam ser atribuídas a um grande número de coisas, como seu trabalho, dinheiro ou problemas de relacionamento, a disfunção erétil persistente, sem problemas físicos, pode ser atribuída a um caso anterior de disfunção erétil.

Um único caso de disfunção erétil pode levar a ansiedade de desempenho, ou o medo de que isso aconteça novamente. O medo de não ser capaz de satisfazer a parceira também contribui. Tudo isso pode levar a problemas de autoestima e confiança, exacerbando ainda mais o problema.

Questões psicológicas são frequentemente a causa da disfunção erétil em homens mais jovens

Tudo que você precisa saber sobre disfunção erétil e tinha vergonha de perguntar

Problemas de saúde mental, como estresse crônico ou depressão, são coisas que não recebem a atenção que merecem. Embora saibamos que doenças cardiovasculares ou o diabetes podem afetar nossa saúde física, muitas vezes enterramos nossas cabeças na areia quando o assunto são os problemas psicológicos.

Embora essas coisas afetem principalmente o cérebro, seu efeito no cérebro também afeta nosso corpo. Estresse e depressão podem causar dores, fadiga crônica, perda de apetite e insônia, além de uma diminuição do interesse pelo sexo.

E a história não para por aí! Esses sintomas podem prejudicar ainda mais nossos corpos de outras maneiras. Por exemplo, a falta de sono pode levar a vários problemas.

Quando dormimos, nossos corpos entram em modo de recuperação. Se você se exercita ou treina força, é quando seu corpo trabalha para construir e reparar músculos e os danos causados pelo exercício. A falta de sono pode levar a dores e fadiga constantes.

Quando dormimos, produzimos hormônios dentro de nossos corpos. Testosterona, hormônio do crescimento e inúmeros outros são produzidos principalmente na hora do sono. Se você está dormindo mal há um tempo, sua produção desses hormônios-chave vai decair.

Por fim, a falta de sono aumenta a produção do corpo de cortisol, o hormônio do estresse. Níveis cronicamente elevados de cortisol podem levar ao armazenamento de gordura, aumento da fome e dificuldades para perder peso.

E tudo isso pode contribuir para a disfunção erétil. Como você pode ver, é um ciclo vicioso.

Tendo isso em mente, tratar o problema vai ser muito mais fácil, afinal, você vai saber exatamente o que falar para o seu médico!

Fonte: Manual do Homem Moderno

30/07/2018

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET


Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários