SAIBA COMO IDENTIFICAR UM TRAVECO PARA NÃO ENTRAR NUMA CILADA COMO O FAMOSO E OBESO EX-JOGADOR

Imagine a cena: Você na balada percebe que uma super gata está te dando molinho-molinho. Você chega nela e se dá bem…

Leva a mina pro motel e na hora ‘agá’, descobre que ela também tem um ‘brinquedo’. E pior, o ‘brinquedo’ dela é bem maior que o seu. E pior ainda, seu furico, criado pela mamãe com muito carinho e hipoglós está correndo um sério risco de perder as ‘preguinhas’.

Neste artigo, o Acidez Mental vai ensinar para heterossexuais inexperientes ou distraídos a identificar precisamente um traveco e não entrar em ciladas como o famoso e obeso ex-jogador. E melhor, voltar para casa, depois da balada, com o furico intacto.

1) Gogó
Mulher de verdade não tem gogó. Se é homem, o gogó está lá. Não tem como operar ou maquiar. Desconfie de lenços, cachecóis e golas altas tipo “rolê”. Se for verão e a criatura usa um desses acessórios, é 100% travecão.

2) Bigode, barba e maquiagem
Mesmo com hormônio, se você olhar bem de perto vai sacar que o buço é bigode! Quanto a maquiagem, travecos tendem a usar muita maquiagem para disfarçar a barba e bigode. Então repare bem. Se a maquiagem for excessiva, parecendo ‘reboco’, ligue seu ‘desconfiômetro’ em potência máxima.

3) Ombros
Grandes e largos. Não acredite se ‘ela’ disser que é nadadora.

4) Busto
Pequenos demais, simétricos ou grandes demais.

5) Tronco x quadris
Observe à distância: homens tem mais tronco que quadris. Nas mulheres de verdade, é o inverso.

6) Quadril
A estrutura óssea do quadril é completamente diferente entre homens e mulheres. Pegue na cintura dela. Se você não sentir os ossos do quadril, fuja.

7) Mãos
Grandes e com o indicador menor que o dedo médio.

8) Pés
Não importa o quanto ela seja alta. Uma mulher de verdade raramente calça mais de 40. Olhe os pés dela. Se forem grandes, cuidado!

9) Voz
A voz feminina verdeira é clara e estável. Se você perceber variações de tons, ou a mulher está resfriada ou é traveco.

10) Sobrancelhas
Nos homens elas são retas e bem juntos aos olhos. Nas mulheres, são mais distantes e tem formato curvo.

11) Vocabulário
Se a suposta mulher usar expressões do ‘mundo gay’ do tipo: “Essa balada tá um bafo” ou “Nossa, que babado!”, cuidado. Pode ser mesmo um gay.

12) Siga sua intuição
Se você desconfiar que tem algo errado com a ‘mulher’, é por que provavelmente tem. Saia de fininho e parta para outra.

Pô, aí… Foi mal…
ATENÇÂO
Este texto não tem o objetivo de ser homofóbico, transfóbico ou qualquermerdafóbico. É apenas um pequeno guia de instruções para heterossexuais inexperientes ou distraidos não levarem gato por lebre. Simples assim.

20/12/2016

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET


Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários