COMO SE DAR BEM NO ENEM OU VESTIBULAR ESTUDANDO APENAS DOIS MESES COM UM PLANO DE ESTUDOS NOTA 10!

COMO SE DAR BEM NO ENEM OU VESTIBULAR ESTUDANDO APENAS DOIS MESES COM UM PLANO DE ESTUDOS NOTA 10!

Dá tempo pra se preparar para o Enem ou vestibular estudando apenas dois meses? Dá sim! Um dos maiores erros dos estudantes é basear seu projeto de estudos para um ano inteiro.

É um absurdo. Não há a mínima necessidade de se gastar tanto tempo para estudar um conteúdo que, apesar de extenso, não deveria por tanto medo assim.

Aqui o Acidez Mental te dá dicas e uma genial técnica de estudo que fará você ter sucesso no concurso dedicando apenas dois meses de estudo.

A dica para estudar todo o conteúdo do ensino médio, de maneira satisfatória, em dois meses para qualquer curso, mesmo o que possui o mais concorrido vestibular, certamente é dada ao aluno que tem o privilégio do tempo. Caso contrário (no caso de trabalhar ou possuir outras obrigações), é necessário que se faça algumas modificações, como, por exemplo, dobrar o tempo (o que ainda continua sendo muito bom, sendo quatro meses um tempo também chamativo).

Por fim, essa dica também serve para os alunos que fazem cursinhos pré-vestibulares, pois é fácil se manter no foco dos dois meses, mesmo possuindo menos tempo “livre” e, além do mais, o aluno (dedicado) do cursinho chega em casa com uma certa carga de conhecimento adquirida em sala de aula.

O MEDO DESCABIDO DO CONTEÚDO

Não há porque temer um livro de mil páginas. Ninguém é obrigado a ler uma obra deste tamanho de uma só vez. Tudo na vida, queiramos ou não, é resolvido aos poucos, basta começar. Se eu dissesse que é plenamente possível ler 4 mil páginas em um mês com tranquilidade, você iria rir, mas basta uma avaliação simples sobre a questão para ver como não levamos em conta nosso potencial.

Por mais que reclamemos, e muitos educadores também achem um absurdo o conteúdo de matéria pedido nos vestibulares, é plenamente possível criar uma organização física e mental para fazer com que tudo isso seja estudado da maneira mais prática, rápida e satisfatória possível.

A TÉCNICA DOS CICLOS

A técnica dos ciclos se baseia em um princípio que deve permear a vida do vestibulando, principalmente o que almeja o curso mais concorrido: organização.

Lembre-se que vamos levar em conta o estudante que estuda por conta própria, tendo os 3 turno livres. É uma questão de bom senso saber adaptar a técnica ao seu dia a dia. Aqui vamos dar um exemplo bem claro.

Suponhamos que o indivíduo estude de 7h às 12h, de 13h ás 18h e de 19h às 21h. Ele terá 12 horários de estudo, considerando cada hora um horário. Atente-se para o fato de que são 12 horários e não 12 horas. O máximo que o aluno pode gastar para cada horário é uma hora, mas isso é algo flexível, aliás, dificilmente será gasto uma hora. Ou seja, cada horário possui, no máximo, uma hora de duração.

Dito isso, vamos pensar nos ciclos. Cada ciclo tem duração de 10 dias e em cada um desses ciclos vamos nos dedicar a uma matéria. Por exemplo, três volumes de Biologia dão cerca de 1500 páginas. Absurdo estudar todo o conteúdo de Biologia do vestibular em 10 dias? Vejamos.

1500 páginas daria 150 páginas por dia que, por sua vez, daria 12,5 páginas por horário. Dá pra estudar 12,5 páginas em até uma hora? Com sobras. Isso porque foi considerado a divisão em 3 volumes. Se fôssemos considerar o volume único (na minha opinião, é o que basta para qualquer vestibulando) que possui, em média, 800 páginas, daria meras 6,6 páginas, em média, para cada horário. Uma brincadeira.

Em 6 ciclos, concluiríamos o básico do ensino médio: Biologia, Química, Física, Matemática, Geografia e História. Todo o conteúdo do ensino médio em apenas 2 meses. E os fins de semana? Bem, como eu disse, é muito pouco provável que gastemos uma hora para cada horário. O que sobrar por dia, que seja aproveitado para ir um pouco à frente e ganhar horas extras de descanso pela semana.

Outra boa dica é arredondar para cima. Caso nas suas divisões a matéria de um ciclo constitua 11,6 páginas por dia, arredonde para 13, por exemplo. Cumprindo os horários, sobrará tempo para o descanso semanal.

Resumindo:
Ciclos de 10 dias para cada matéria constituindo-se de 12 ciclos de, no máximo, uma hora por dia. Tudo isso é uma média, claro. Se você não gosta de estudar uma só matéria de uma vez, basta dividir todo o conteúdo para 60 dias.

Acredito que o bom aluno se dará muito bem com essa técnica. Recomendo fortemente. Lembre-se que o ano de pré-vestibular pode se estender (não há vaga para todos), portanto, não reclame o tempo em que poderia estar descansando, mas agradeça pelo tempo em que está estudando. Aliás, já imaginou estudar toda a matéria do vestibular em dois meses e tirar umas “férias” de 10 dias? Em um ano letivo terá estudado pelo menos 3 vezes mais que seus concorrentes, além de ter descansado 3 vezes mais!

CONCLUSÃO

Não interessa o tempo que se estude. O que interessa é a quantidade de matéria estudada e a qualidade do estudo. Me lembro do desânimo que carreguei comigo (e que foi decisivo para o meu fracasso no primeiro vestibular) quando o coordenador disse, ao voltar das férias de julho, que os alunos que não tinham estudado até então, não conseguiriam mais ser aprovados.

Uma ideia arrogante, sem fundamentos e potencialmente destrutiva. Estudar toda a matéria do vestibular em pouco tempo não é mágica, nem obriga que tenhamos muita força de vontade. Basta ter organização.

Bons estudos!

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET

24/08/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

Comentários