COMO PEGAR FILMES DE SACANAGEM NA LOCADORA SEM PAGAR MICO DE PUNHETEIRO PERVERTIDO E AINDA SAIR COM FAMA DE INTELECTUAL

COMO PEGAR FILMES DE SACANAGEM NA LOCADORA SEM PAGAR MICO DE PERVERTIDO E AINDA SAIR COM FAMA DE INTELECTUAL

Você sempre teve vontade de pegar filmes de sacanagem na locadora mas ficou bolado com o que aquela balconista gatinha e gostosinha iria pensar de você? Pois seus problemas acabaram.

Aqui neste post vou te dar 10 dicas muito bacanas sobre como alugar filmes da mais pura safadeza pornográfica explícita e ainda impressionar a balconista com a sua cultura de homem pós-moderno contemporâneo intelectual!

Preste atenção:


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Amor Estranho Amor (1982)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Depois de ‘Terra em Transe’, o cinema brasileiro caiu numa fase obscura de experimentalismo . No entanto, vale a pena peneirar algumas pérolas desse período, fundamental para a linha dinâmica e técnica as quais o circuito do cinema contemporâneo nacional se encontra neste momento”.
(note o inteligente uso da metonímia ao trocar a palavra “sacanagem” por “experimentalismo”)

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
Xuxa, claro, ainda novinha e toda gostosinha, na clássica cena de pedofilia.


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Último Tango em Paris (1972)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Adoro essa visão intimista retratada na melancolia do personagem Paul com a morte de sua mulher. Fora que Brando (ah, chame os atores e diretores pelo sobrenome nome para demonstrar intimidade por conhecimento de causa) vai sutilmente demonstrar a forte carga afetiva de dominação que há num relacionamento entre uma moça e um homem mais velho. Grande figuração para o complexo de Édipo freudiano nos tempos modernos”.

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
A clássica cena de sexo anal entre Marlon Brando e Maria Schider onde ele, na falta de vaselina, lubrifica o local com manteiga e a cena em que ele a esfrega enquanto ela toma banho.


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
O Império dos Sentidos (1976)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“O cinema japonês é conhecido por ser tradicionalista e recatado. Mas numa revolução temática, Oshima consegue elevar o sexo ao patamar dramático. Aproveitando já que estamos falando de Oshima, aqui tem Tabu?”

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
Quantos filmes com sexo explícito ambientado no Japão feudalista você viu? Pois é.



VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Calígula (1980)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Realista degradação de um império pelas mãos psicóticas de um louco, que não tinha outro propósito senão o de satisfazer suas vontades pessoais dando vazão à sua índole egoísta e cruel. Depois de “Laranja Mecânica” de Kubrick (sempre é bom, após dizer o filme, ressaltar o diretor, pois vai parecer que você sabe contextualizar espaço e tempo de produção) foi a última boa atuação de Malcolm McDowell antes de ele ser esquecido em produções de 3ª”.

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
Se não me engano 90% do casting foi composto por modelos, atrizes e atores da Penthouse. Preciso dizer mais?


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Filmes do Larry Clark como “Kids”, “Bullit” e “Ken Park”

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Clark sempre manifesta em seus filmes esse espírito crítico na crueza com que expõe a situação de toda uma geração perdida e sem perspectiva. Frutos impensados do grande sonho americano. Fora que ele lança no mercado vários atores e atrizes jovens que se tornam, geralmente, promessas de sucesso (o que não é verdade, mas é bonito de se falar e dá uma boa impressão)”.

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
Cenas com altos teores de felação semi-explícitas, fetichismo e orgias.


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Baise-moi (2000)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Absurdo a classificação desse filme ter sido “X” (é X mesmo, a mais alta categoria restritiva) na França! Godard é que teve razão em prestigiar o lançamento dessa obra, que é referência no que diz respeito à atitude feminina de decisão e de tomar seu caminho pelas próprias mãos!”

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
Aí sim a coisa dá pé. Tem cena de estupro e tudo. Tudo bem que a cena é super má interpretada (aliás, como a grande maioria do filme), com o estuprador fazendo cara de ator de teste de fidelidade, mas o que vale é a intenção.


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Je vous salue, Marie! (1985)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Godard transpõe para a modernidade a situação bíblica do nascimento do Salvador, enfocando o dilema vivido pela garota que vê sua vida transformada por essa operação do ‘Espírito Santo’. Tem que ver como o arcanjo Gabriel é personalizado por um doidão pé-rapado totalmente pornográfico. E também o modo ao qual José, seu namorado, vai encarar com desconfiança esse fato inusitado da gravidez”.

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
As tomadas altamente convenientes que Godard realiza na belíssima atriz principal que faz o papel de Maria.


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Os Sonhadores (2003)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Bertolucci ataca outra vez (sim, Último Tango também é dele) retratando aqui um tema polêmico, mas que certamente ultrapassa, nesse caso em específico, os domínios da simples moralização comum: o incesto. E ainda coloca como pano de fundo a revolução de Maio de 68 em Paris regado à uma característica, e por isso ótima, trilha sonora”.

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
Só há um: Eva Green. Eva Green como irmãzinha virgem e safadinha, Eva Green recebendo uma provada por baixo do lençol, Eva Green sem nada etc.


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Uma Adolescente de Verdade (1975)

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“A diretora Catherine Breillat, nesse filme em especial, retrata de uma maneira deveras nostálgica e meticulosa a essência dos anseios de uma jovem na década de 60. O final surpreendente sempre me faz revisar como a narrativa pode influenciar na estética da obra”.

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
A vida de uma garota mostrada da forma menos ortodoxa possível. Ela se utiliza de todos os meio possíveis para ganhar o amor de um homem que trabalha na marcenaria. Destaque para os sonhos dela com o mancebo (conteúdo quase escatológico).


VOCÊ PÕE NO BALCÃO:
Desenhos hentai como “La Blue girl”, “Black Bible”, etc…

O “CAÔ” QUE VOCÊ TEM QUE LANÇAR PRA BALCONISTA GOSTOSINHA:
“Tenho que assistir para aprimorar meus traços no curso de desenho de animes. Falando nisso, já citei que, fora inglês e francês, já estou terminando meu curso de japonês? Animes normais não têm a liberdade de enredo que é conferida aos hentais, pois esses últimos podem enriquecer a trama psicologicamente, já que não há uma restrição em relação à narrativa”.

O SEU VERDADEIRO MOTIVO:
Os japoneses se mostram realmente bons aproveitadores dessa linguagem gráfica. Para quem gosta, acontece de tudo com o adicional da não rara intervenção do mundo sobrenatural.

12/12/2012

GANHE DINHEIRO RESPONDENDO PESQUISAS NA INTERNET


Se você chegou até aqui é porque você gostou, né? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos! Seu clique é MUITO importante!

CLICA AQUI VAI

Comentários